Melhores Práticas - Ação

1. Educação São João del-Rei e região

. Educação em São João del-Rei e Região

Texto
Escola Estadual Inácio Passos 50 anos/Homenagens
Conselho Municipal de Educação

Secretaria Municipal de Educação
Projeto de Educação Patrimonial MAS-Museu de Arte Sacra
Escolas de excelência
Atitude Cultural
São João del-Rei
Melhores Práticas da cidade
Cadastro completo das principais entidades e instituições
Banco de Imagens antigas e contemporâneas de SJDR com exposições etc
Artigos, cartilhas, livros, teses e monograficas
Cartilha São João del-Rei: Passado, um presente para o futuro
Personalidades são-joanenses
Pesquisas
Legislação
Serviços
Mapas diversos de SJDR
Links preciosos local/global
Projeto Ser nobre é ter identidade: peças gráficas - agendas, Calendários e Cartazes Atitude Cultural
Agenda Atitude Cultural Diária e Permanente . Eventos em São João del-Rei, Tiradentes e região 
Exposições itinerantes/presenciais e virtuais "Ser nobre é ter identidade . Atitude Cultural"
Programa de Revitalização Cultural de SJDR . São João del-Rei é dez! . Diversos eventos e ações culturais
Carnaval de antigamente em São João del-Rei . resumo . Atitude Cultural
Semana Santa Cultural em São João del-Rei . resumo . Atitude Cultural
Fim de ano e Férias Cultural em São João del-Rei . resumo . Atitude Cultural
Encontros e Manifestações Culturais . diversos
Projeto Delícias de antigamente   
Encontros de Folia de Reis e Pastorinhas . 06 de janeiro 
Tapete de Rua/Flores São João del-Rei
Documentário Semana Santa em São João del-Rei Brasil 
Muxinga, oficina de presépios
Pesquisa: Como valorizar nosso patrimônio para melhorar o Turismo . Atitude Cultural
Almanaque de Educação Patrimonial . Projeto Aqui em São João del-Rei a educação guia o turismo
Esporte, educação e cidadania
Educação Patrimonial da Quarta Colônia de Imigração Italiana no Rio Grande do Sul, integrando a temática da memória e da preservação no currículo escolar . Fabiana de Lima Sales
Educação como solução e via de desenvolvimento . Prof. Dr. Valmor Bolan
Escola de Educação Básica e Profissional "Dona Sinhá Neves" . Fundação Bradesco/São João del-Rei
Escola de Saúde Antonina Neves . Santa Casa da Misericórdia de São João del-Rei
Escola Estadual João dos Santos
Educação para a Cidadania
Programa de Educação Profissional
Educação Brasil
Dá nova organização ao Ministério da Educação e Saúde Pública
Site disponibiliza arquivos multimídias para educação
Declaração Mundial sobre Educação para Todos: satisfação das necessidades básicas de aprendizagem . Jomtien . 1990
Coleção Abrindo Espaços: educação e cultura para a paz . UNESCO

Parceiros das Escolas de São João del-Rei/Educação patrimonial

Entidades sócio-culturais
Memorial Tancredo Neves
Museu de Arte Sacra de São João del-Rei . MAS

Museu Regional de São João del-Rei
Memorial Cardeal Dom Lucas Moreira Neves

Escolas e pré-escolas municipais:


Creches:


Escolas estaduais:


Escolas privadas:


Pré-vestibulares:

  • Revisão Pré-Vestibular . 032 3372 5519 . colegiorevisao@yahoo.com.br
  • Pré-Vestibular Frei Seráfico .032 3371 3303
  • Escola Operária . 032 3372 4731
  • Curso Equipe . 032 3371 9479


Ensino técnico:


Ensino superior:

Veja a lita completa de Profissionais que trabalham ou usufruem do Patrimônio Cultural . local/regional

Mais informações
:

São João se destaca em resultados do Proalfa
Por Gazeta de São João del-Rei em 26/04/2014

Os níveis de alfabetização e letramento dos alunos da rede pública em São João del-Rei bateram recordes em 2013 e cresceram, em média, 5,6 pontos no grau de proficiência em comparação a 2012. A conclusão é resultado do último exame ligado ao Programa de Avaliação de Alfabetização (Proalfa) aplicado em 29 escolas com participação de mais de mil crianças matriculadas no 3º ano do Ensino Fundamental.

Exame é aplicado anualmente para crianças com idades entre 8 e 9 anos. Resultados motivam professores e alunos - Foto: Gazeta
Exame é aplicado anualmente para crianças com idades entre 8 e 9 anos. Resultados motivam professores e alunos – Foto: Gazeta

Na avaliação ligada às competências de Língua Portuguesa aplicada no final do ano passado, o desempenho das instituições de ensino são-joanenses superou a média de Minas Gerais tanto nas instituições estaduais (com 619,4 pontos gerais e 633,4 locais) quanto nas municipais (com 568,2 gerais e 689,8 locais). Além disso, segundo comparativo divulgado pela Agência Minas, o município conquistou o segundo melhor desempenho entre as regionais do Campo das Vertentes.

Ações
Para a diretora da Superintendência Regional de Ensino (SRE) em São João del-Rei, Maria Aparecida Mendes, os resultados das instituições de ensino são-joanense são consequência de esforços coletivos da comunidade escolar, além da aplicação e gestão do Programa de Intervenção Pedagógica (PIP), do Governo de Minas. “Cada vez mais temos insistido em ações integradas, na participação da família nas atividades educacionais, por exemplo. Além disso, temos buscado mapear e conhecer melhor cada estudante. No caso do PIP, ele se baseia no acompanhamento individualizado de cada aluno, no diagnóstico de cada necessidade e no atendimento de cada demanda educacional. Esse tratamento pessoal faz toda a diferença no desenvolvimento dos alunos”, comentou.

O grau de participação das instituições assistidas pela SRE também foi motivo de destaque. Na edição mais recente do Proalfa, mais de 97% dos alunos matriculados no 3º ano do Ensino Fundamental prestaram o exame em São João. Número que superou novamente a média estadual, de pouco mais de 90%.

Destaques
De acordo com números do Sistema Mineiro de Avaliação da Educação Pública (Simave), a Escola Estadual Idalina Horta Galvão, no Bairro Senhor dos Montes; e a Escola Municipal Maria Teresa, no Centro, tiveram os melhores desempenhos registrados em São João del-Rei. A primeira conseguiu índice médio de 698, enquanto a segunda obteve resultados de 689,8. A Escola Estadual Aureliano Pimentel, na Avenida Leite de Castro e a Escola Municipal Bom Pastor vieram logo depois, com 676,4 e 660,8 pontos cada.

Todas superaram os índices estaduais. No entanto, segundo o diretor educacional da SRE, Dêner Reis, um dos maiores méritos foi a melhora no rendimento de cada instituição. A Idalina Galvão, por exemplo, impulsionou os resultados do Proalfa em mais de 58 pontos em relação ao exame de 2012. “Quando alcançamos resultados como este não só apontamos que nossos alunos estão lendo e escrevendo antes dos 8 anos de idade, como também mostrando que essas crianças são capazes de se superar ano após ano”, frisou.

Exatamente por isso, a SRE diz que já começa a se preparar para o Proalfa em 2014, mas sem negligenciar as atividades da agenda escolar de 2014. Uma delas é o “Dia D” marcado para o período entre 14 e 17 de maio, no qual os resultados do exame em 2013 também serão colocados em pauta junto à comunidade para traçar novos planos voltados aos desempenhos em sala de aula.

***

Senac Minas inaugura unidade em São João del-Rei
Por Gazeta de São João del-Rei em 27/07/2013

As aulas das primeiras turmas da unidade Senac de São João del-Rei começam no dia 5 de agosto e as inscrições já estão abertas. A unidade foi inaugurada no dia 23 de julho e funciona na Rua Marechal Deodoro, nº 131, Centro.
Laboratório de venda em São João é o 1º a ser implantado em MG

A novidade para a sede em São João fica para o Laboratório de Vendas, o primeiro a ser implantado no Senac-MG, que foi destacado pelo diretor de escola do Senac de São João del-Rei, Heider Diniz Rocha. “Esse laboratório é um sonho antigo do SindComércio. É um espaço onde as pessoas podem vivenciar o ambiente de uma loja para treinar o dia a dia de um estabelecimento comercial. Atendendo a um pedido do Wainer Haddad, implantamos o primeiro Laboratório de Comércio do Senac de Minas Gerais. Tudo o que  os alunos aprenderam em sala de aula, poderão aplicar no laboratório”, afirmou.
A sede irá oferecer, a princípio, 11 cursos do Programa Senac de Gratuidade nas áreas administrativa, turística, de Saúde e de Imagem Pessoal. Entre as opções pagas, serão oferecidos 32 cursos de capacitação nos segmentos de Beleza, Comércio, Design, Gestão, Hospitalidade, Idioma, Informática, Saúde e Turismo. Mas conforme Rocha, a equipe já estuda a implantação de cursos técnicos e de pós-graduação até o princípio do próximo ano.
Além do investimento em infraestrutura, a inauguração do Senac irá gerar novas vagas de emprego em São João del-Rei. Foram admitidos dez profissionais para a equipe administrativa e em torno de 20 novos orientadores de cursos serão selecionados.
Segundo o diretor regional do Senac Minas, Luciano de Assis Fagundes, uma das premissas da Fecomércio é a interiorização. “Fazer com que as nossas atividades cheguem em todos os 853 municípios do Estado, seja através das unidades fixas como a que está sendo inaugurada em São João ou por meio das carretas móveis. A unidade de São João é inaugurada com uma nova metodologia, uma visão mais moderna, mais humanizada para que nossos alunos tenham oportunidade de se sentir parte integrante da unidade”, comentou.

Segundo o secretario municipal de Cultura, Esporte, Turismo e Lazer, Pedro Leão, a sede própria do Senac em São João irá fortalecer a rede de organizações e entidades ligadas à questão do empreendedorismo e do turismo. “O município ganha muito com essa sede, já que a instituição é reconhecida nacionalmente. Os cursos ofertados pelo Senac também serão uma facilidade para a qualificação profissional dos são-joanenses em uma época em que todo o país irá receber turistas de todas as partes do mundo a partir do ano que vem com a Copa do Mundo”, disse.
Instalada em um antigo hotel da cidade, a unidade do Senac tem três andares e capacidade para atender até mil alunos. No local haverá quatro laboratórios, que serão usados para as áreas de Beleza e Imagem Pessoal, Saúde e Informática. Um deles irá funcionar como um salão-escola, equipado com 18 cadeiras de cabeleireiro, penteadeiras e  cadeira para lavagem de cabelo, além de outros equipamentos e acessórios.

***

Teatro ensina novo acordo ortográfico
Por Gazeta de São João del-Rei em 29/06/2013

Alunos dos ensinos Fundamental e Médio de São João del-Rei e Tiradentes, com idade entre 11 e 17 anos, tiveram a oportunidade de revisar as normas do Novo Acordo Ortográfico de uma maneira bem diferente com o projeto Na ponta da língua. Através de uma peça teatral que combina elementos como música, dança e fantoches, os estudantes puderam relembrar as novas regras ortográficas de maneira lúdica. “Nosso público-alvo são os pré-adolescentes e adolescentes, mas é claro que, se sobrar espaço, alunos de outras séries podem participar”, disse a coordenadora da iniciativa, Janaína Ercolin. Peça teatral esteve no Polivalente, em Matosinhos, no dia 24/06/2013.

Ensino alternativo
Cada apresentaçã é feita para 250 alunos. Apesar de o Acordo Ortográfico da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) ter entrado em vigor há quatro anos, em janeiro de 2009, até hoje as dúvidas em relação às mudanças permanecem. “Às vezes os professores vêm falar com a gente agradecendo e dizendo que através de uma forma lúdica é muito mais fácil para eles ensinarem. Acho que as pessoas entendem de forma mais prática através do teatro”, disse Janaína.
Na segunda-feira, 24, a Escola Estadual Governador Milton Campos (Polivalente) recebeu três apresentações da peça. “Esse e outros projetos estão sendo viabilizados no intuito de que haja aprendizagem de forma dinâmica, criativa. É uma parceria que temos com o SESI/Senai e todo ano trazemos uma coisa diferente para eles. Dessa vez foi o Na Ponta da Língua, mostrando como a reforma ortográfica em geral pode ser vista de forma mais lúdica”, disse a diretora da instituição, Adriana Leitão, destacando a complexidade da Língua Portuguesa, independente do acordo.
Para a aluna Aadany Safira de Oliveira, a apresentação ajudou bastante a entender as mudanças. “Eu achei bem interessante. Eles transmitiram uma coisa boa pra gente e deram vários exemplos para compreendermos melhor, de uma forma bem humorada”, afirmou.

Trajetória
O projeto é uma iniciativa do sistema SESI e já beneficiou mais de 30 mil alunos. “Já fizemos apresentações em Goiás, na Paraíba, no Mato Grosso do Sul e, agora, pela segunda vez, estamos em Minas Gerais”, explicou Janaína.
Além de São João del-Rei e Tiradentes, Barbacena também recebeu o projeto na última semana e, nos próximos dias, será a vez de Mariana, Ouro Branco e da região metropolitana de Belo Horizonte. “Depois paramos para as férias escolares e voltamos, mas ainda não sabemos as cidades”,  explicou a coordenadora do Na ponta da língua.
Ela ressaltou ainda que o projeto atende tanto escolas do SESI quanto instituições municipais e estaduais. Quem  se interessar em receber a apresentação deve entrar em contato através do site www.napontadalinguaportuguesa.com.br ou através da Gerência de Cultura do SESI-MG pelo telefone (0**31) 3241-7181. O pré-requisito, segundo Janaína, é que a escola tenha uma quadra coberta, onde será montado o teatro.
Quem não viu a apresentação pode acessar uma cartilha explicativa sobre as novas regras ortográficas, além de músicas e vídeos, na página oficial da iniciativa.

***

Região pode ter Ensino integral ampliado

Por Gazeta de São João del-Rei em 15/06/2013

O número de escolas em tempo integral deve ser ampliado na região. Esse foi o principal resultado da reunião do Comitê Regional Central do projeto Governança em Rede. Realizada nesta semana em São João del-Rei, a iniciativa do Governo de Minas, através da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), busca a integração das políticas públicas.
“A ideia é chegarmos às regiões e nos reunirmos com responsáveis por diversas áreas como educação, saúde, meio ambiente e desenvolvimento social que estão executando políticas públicas para discutirmos no mesmo espaço os projetos que estão desenvolvendo e buscar um trabalho de forma integrada. Detectamos que isso é muito benéfico para o cidadão”, afirmou o gerente do Governança em Rede, Leonardo Carvalho Ladeira.
Reunião do projeto Governança em Rede realizada pelo Governo de Minas em São João del-Rei.

O gerente destacou ainda que, apesar da possibilidade de ampliação, algumas escolas estão com vagas ociosas. “O Governo já tinha previsto um aumento de recursos para investir no tempo integral, mas há vagas disponíveis porque alguns pais não concordam que os filhos fiquem nas instituições o dia inteiro. Estamos discutindo quais e se existem outros motivos para definirmos como vamos trabalhar essa questão”, comentou.
Durante o encontro foram apresentados os dados da região para que todos os órgãos envolvidos possam verificar a melhor maneira de desenvolver seus projetos. “São João del-Rei está inserida na região Central que foi dividida em três devido à sua extensão. Ao todo são 158 municípios. Fizemos uma primeira reunião na região de Curvelo, depois em Sete Lagoas e agora estamos em São João”, disse Ladeira.

Região Central
Com 158 municípios e população de 6,9 milhões de pessoas, a Região Central possui o maior valor do Produto Interno Bruto (PIB) de Minas, com R$166 bilhões em 2010, o equivalente a 47,5% do total do Estado.

O projeto
O Governança em Rede foi instalado pelo Governo de Minas em 2011 e possui dez comitês que abrangem e estão em funcionamento em todo o Estado, gerenciados pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag).
Os comitês são integrados por representantes do Governo do Estado com atuação nas regiões, como gestores locais das secretarias e órgãos das áreas de saúde, educação, segurança, agronegócio, transportes e obras, entre outros.
Nas reuniões são debatidos temas importantes, considerados prioritários para a região, e que poderão ter uma atenção especial, além de acompanhamento do Governo de Minas, por meio dos projetos e programas que o Executivo Estadual já desenvolve em todo território mineiro.

***

Governo de Minas divulga documento que tira dúvidas e mostra avanços da Educação no Estado

Material aborda temas como o piso nacional, jornada de trabalho, educação física no Ensino Fundamental, entre outros pontos

A Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais e a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão divulgaram, nesta semana, um documento com perguntas e respostas para tirar dúvidas com relação à Educação no Estado. O material aborda temas como o piso nacional da educação, a jornada de trabalho do professor da rede estadual, a Educação Física nos anos iniciais do Ensino Fundamental, entre outros pontos. Além disso, traz infográficos que mostram os resultados e a evolução dos indicadores da Educação de Minas Gerais.
O documento demonstra, por exemplo, que Minas Gerais garante aos professores da rede estadual salários muito acima do piso nacional estabelecido pelo Ministério da Educação (MEC). Atualmente, o valor inicial do salário do professor com graduação (nível mínimo para ingresso na carreira) é de R$ 1.386 para uma jornada de 24 horas semanais – o que significa que Minas paga a seus professores, com licenciatura plena, salário inicial 47,42% superior ao piso nacional.
Outro ponto que ainda gera dúvidas e que é abordado minuciosamente no documento é a jornada de trabalho dos professores da rede estadual. Além de explicar as vantagens da lei que regulamentou em Minas a jornada de trabalho que destina 1/3 do tempo (8 horas) para atividades extraclasse e os outros 2/3 (16 horas) em sala de aula, o documento esclarece as particularidades da jornada do professor dos anos iniciais do Ensino Fundamental.
São tratados ainda temas como processo de concessão de aposentadoria, demanda e oferta de vagas do Ensino Médio e a abrangência dos principais programas do Governo de Minas para a Educação.
Para conhecer o documento na íntegra, com todas as perguntas e respostas sobre a Educação em Minas, é só acessar o portal da Agência Minas. O endereço é http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-divulga-documento-que-esclarece-duvidas-e-mostra-avancos-da-educacao-no-estado/

Marcílio Lana
Coordenador da Assessoria de Comunicação Social
Secretaria de Estado de Educação . Governo de Minas Gerais. (31) 3915-3671/9737-4146
https://www.educacao.mg.gov.br
. http://blog.educacao.mg.gov.br/wpracs . http://www.facebook.com/educacaominas

Fonte: Agência Minas . Junho de 2013

***

O patrimônio da histórica cidade de Tiradentes está recebendo investimentos. Isso porque o Instituto Histórico e Geográfico (IHG) da cidade, com o apoio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), obteve recursos de R$3,9 milhões provenientes do respaldo financeiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Essa verba será destinada para um projeto de Educação Patrimonial, a elaboração de um Plano Diretor para o município e a iniciativa de restauro da Igreja de São João Evangelista.
Segundo o presidente do IHG tiradentino, David Nascimento, o procedimento para a requisição da verba foi realizado mediante assinatura de um contrato com proponentes e o BNDES. A partir daí, foi encaminhado um pedido ao banco que, após aprovar o projeto, enviou uma minuta de contrato, contendo ações já estipuladas. Nascimento explicou que é realizado um cronograma de desembolso, explicitando gastos previamente agendados. De acordo com o presidente do instituto, o valor total será enviado por parcelas e, até o presente momento, já foram liberados R$780 mil.

Atividades
As três obras previstas pelo planejamento acontecem simultaneamente e cada contrato é feito com previsão de um ano, com a possibilidade de que sejam realizadas possíveis alterações. Um dos fatores colocados em pauta na proposta é a conscientização da população tiradentina. O Projeto de Educação Patrimonial visa trabalhar com os moradores de Tiradentes por meio de oficinas voltadas para os diferentes segmentos populares. “É importante conscientizar para que não haja a necessidade de intervir com restauração”, frisou Nascimento, lembrando que a iniciativa terá durabilidade de dois anos e deverá resultar na publicação de dois livros.
A segunda ação será a elaboração de um Plano Diretor para a cidade de Tiradentes. Para sua realização foi assinado, no dia 3 de abril, um contrato com a Fundação João Pinheiro. Dias depois, ocorreu a liberação da quantia de R$20 mil. Dinheiro que, segundo Nascimento, foi destinado para a mobilização da equipe. Já a Igreja de São João Evangelista contará com a restauração completa do monumento por meio da manutenção de dois segmentos: os elementos artísticos, que englobam itens como imagens, altares e retábulos; e os componentes da parte civil, em que serão reestruturados elementos como telhados, forros e pisos.

***

Projeto Um computador por aluno: Tiradentes integra projeto do Ministério da Educação

O projeto Um Computador por Aluno (UCA) chegou a Tiradentes e deve beneficiar estudantes das redes municipal e estadual de ensino. Desenvolvido pelo Ministério da Educação (MEC), o projeto prevê a entrega de mais de 150 mil computadores portáteis a 300 escolas distribuídas em cidades de todo o país. Tiradentes é a primeira delas e já começou a receber as 1.367 unidades que devem garantir a inclusão digital e contribuir para o aprendizado de crianças e jovens.
Os números foram fornecidos pela secretária municipal de Educação, Magda Amália Marostegan. De acordo com ela, os laptops serão distribuídos nas sete escolas municipais e uma estadual presentes na cidade, e poderão ser utilizados por alunos matriculados no Ensino Fundamental e Médio dessas escolas. “A zona rural se inclui nesta ação e também vai ser beneficiada. Isso graças à internet que já chegou a todas as regiões do município com a implantação do projeto Tiradentes Digital, em 2006”, lembrou Magda. Os professores devem ser beneficiados pela novidade tecnológica.
A ideia, segundo o Ministério, é avaliar o impacto do uso das tecnologias da informação sobre o nível educacional. Proposta que para a secretária de Educação já é sinônimo de ganhos expressivos no âmbito do município. “O computador tem sido uma ferramenta muito atrativa, capaz de despertar o interesse, motivando e incentivando as crianças a estudarem. Para os professores, a presença dos computadores também tem garantido aperfeiçoamentos como a possibilidade do acesso a novidades em tempo real”. Resultados que ainda podem ser confirmados a partir da observação de outros aspectos. “Em nosso município não temos registrado casos de evasão escolar, o que também pode ser atribuído à utilização dessas tecnologias já que nossas escolas já contavam com laboratórios de informática antes dos laptops”, ressaltou Magda.
Pelas normas definidas pelo MEC, cada aluno deverá ter acesso a um laptop educacional que possui capacidade de armazenamento de quatro gigabytes, 512 megabytes de memória, tela de sete polegadas, além de ser equipado para conexão à internet sem fio. Os equipamentos ainda possuem garantia de um ano e sistema de segurança especial, que desativa seu funcionamento caso a máquina fique muito tempo fora da escola só podendo ser reativado quando a mesma retornar à instituição.
“Em um primeiro momento, os alunos só poderão usar os laptops nas escolas, porque são máquinas diferentes e é preciso que eles passem por uma fase de capacitação. Os professores também vão ter preparo para lidar com as novas ferramentas. Só depois os estudantes poderão levá-los para casa”, informou a secretária de Educação destacando que a infraestrutura necessária para receber os computadores, como a colocação de armários, já foi preparada pela secretaria.
Segundo o MEC, Tiradentes e as outras cidades que receberão os computadores do UCA foram definidas pelas secretarias de educação em parceria com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime).

Fonte: Gazeta de São João del-Rei . 24/04/2010

 

O conteúdo desse portal pode ser reproduzido, desde que citadas as fontes e os créditos.

www.saojoaodelreitransparente.com.br . Projeto, pesquisa, organização e concepção: Alzira Agostini Haddad . Todos os direitos reservados