São João del-Rei | Tiradentes | Ouro Preto
Transparentes

ser nobre é ter identidade

Melhores Práticas

UFSJ-Universidade Federal de São João del-Rei integra Consórcio das Universidades Sul/Sudeste

Descrição

Agora é oficial. A Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) é uma das integrantes
do Consórcio das Universidades Sul/Sudeste de Minas Gerais. Isso significa que a instituição são-joanense com outros três campi avançados no Estado se junta às universidades federais de Alfenas (Unifal), Itajubá (Unifei), Juiz de Fora (UFJF), Lavras (UFLA) e Viçosa (UFV) na formação de um convênio que tem como objetivo maior unir forças em diferentes áreas do conhecimento, otimização dos custos e,
ainda, o intercâmbio estudantil.
A participação efetiva da UFSJ foi definida em assembleia na segunda-feira, 29 de agosto, quando foi aprovada por votação quase unânime da comissão constituinte do projeto. Com  isso a antiga Funrei é a penúltima instituição  a aderir ao consórcio, em fase importante de decisões. O próximo passo é a confirmação da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) dentro do grupo.

Superuniversidade
Em entrevista à Gazeta de São João del-Rei o reitor da UFSJ, Helvécio Luiz Reis, fez questão de desfazer algo que, segundo ele, tem sido um equívoco comum. "A imprensa em geral tem alardeado o convênio como uma Superuniversidade, o que nos incomoda muito. Esse termo, acreditamos, faz soar o surgimento de uma oitava instituição. Não se trata de uma nova entidade, uma superuniversidade com um 'superreitor': É um termo de cooperação acadêmica e científica estabelecendo bases para estreitar relações", explicou Reis, lembrando que não há previsões ou prazos para que o acordo seja efetivado completamente. "Cada instituição tem sua própria dinâmica. Cada uma segue um caminho e tem seu próprio tempo para avaliar o protocolo de intenções e se firmar no convênio. Foi assim com a UFSJ que, por ter campi também em Ouro Branco, Divinópolis e Sete Lagoas demandou maior complexidade e articulação na análise do projeto. A UFOP também terá seu momento", disse.

Centro de pesquisa e informação
Formalizado em agosto do ano passado pelo Governo Federal e o Ministério da Educação (MEC), o convênio entre as universidades do Sul/Sudeste garantiu investimento de R$20 milhões junto ao MEC em maio deste ano. Segundo Helvécio Reis, a verba será destinada à qualificação de técnicos, à preparação dos processos de mobilidade estudantil e do próprio corpo docente, além da estruturação do Centro de Pesquisa e Inovação do convênio, a ser instalado na cidade de Caxambu (MG) como polo de desenvolvimento cultural,  econômico e de pesquisa do Estado. No entanto, o reitor  da UFSJ frisa que o convênio ainda não conta com a verba de forma definitiva. “O recurso só será liberado uma vez que todas as instituições integrantes do projeto tenham sido definidas. Até então o Ministério da Educação não vai agir”, explicou.

Expectativas
Quando colocado em funcionamento o consórcio das universidades federais mineiras deve atender 41 mil alunos de graduação em 260 cursos presenciais. Além disso, o convênio somará 111 programas de mestrado e 59 de doutorado, com total de 5,3 mil pós-graduandos. "Esse é o fator mais importante. As instituições que fazem parte do projeto são fortes em áreas específicas. A UFSJ, por exemplo, se destaca em Humanas. Juntas, essas instituições se fortalecem e oferecem oportunidades de mobilidade para os universitários, que poderão realizar atividades de ensino acadêmico em outro campus sem perder vínculo com aquele que se matriculou”, finalizou Reis.

Fonte: Gazeta deSJDR, 10 de setembro de 2011

Cadastre lideranças engajadas, sua ação sociocultural, seu projeto, produto, entidade, pesquisa, agenda cultural etc - contribua, complemente, ajude a atualizar, curta e compartilhe!

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Instagram Imprimir

ESSE PORTAL É UM PROJETO VOLUNTÁRIO. NÃO PERTENCE À PREFEITURA MUNICIPAL | CADASTRE GRATUITAMENTE A SUA AÇÃO SÓCIOCULTURAL