Melhores Práticas - Ação

1. Cultura São João del-Rei e região

Semana Santa Religiosa em São João del-Rei . Programação completa

Texto
Linguagem dos Sinos de São João del-Rei
Semana Santa Cultural . Atitude Cultural
Tapete de Rua/Flores . São João del-Rei
Documentário Semana Santa em São João del-Rei Brasil . Tapetes de Rua/Flores

Semana Santa Cultural 2014 . De 04 a 21 de abril

CONVITE SEMANA SANTA RELIGIOSA SÃO JOÃO DEL-REI 2014

Semana Santa/Programação completa da Paróquia da Catedral Basílica de NS do Pilar
Programação sujeita a pequenas alterações
Mais informações: 032 3371-2568 . Rua Monsenhor Gustavo 61 . Centro
CEP 36300-140 São João del-Rei . MG . paroquiapilar@oi.com.br

Domingo de Ramos

. Às 9h 30min, Bênção dos Ramos na Igreja de Nossa Senhora do Rosário, seguindo a Procissão até a Catedral Basílica de Nossa Senhora do Pilar, onde é celebrada Missa Solene com o Canto da Paixão.
. Às 18 horas, da Catedral Basílica de Nossa Senhora do Pilar sai a festiva Procissão do Senhor do Triunfo e, em seguida é celebrada Missa com Pregação.

Segunda e Terça-feira Santas

. Às 7 horas, 7h e 30min, 18h 30min e 19 horas: Missas
. Às 8h 30min, 15 horas e 19 horas: Confissões na Igreja de Nossa Senhora do Rosário
. Às 19h 30min Via Sacra solene na Catedral Basílica de Nossa Senhora do Pilar

Quarta-feira Santa

. Às 7horas, 7h 30min: Missas
. Às 8h 30min, 15 horas: Confissões na Igreja de Nossa Senhora do Rosário
. Às 19 horas: Ofício de Trevas

Quinta-feira Santa

. Às 9h 30min, Solene Missa Concelebrada pelo Exmo. e Revmo. Sr. Bispo Diocesano e pelos Revmos. Senhores Padres. Bênção dos Santos Óleos dos Enfermos, do Sacro Crisma e dos Catecúmenos
. Às 17 horas, Missa Solene da Ceia do Senhor. Após a Santa Missa, o Santíssimo Sacramento é transladado em Solene Procissão , para a Capela, onde permanece até a hora da Sagrada Comunhão, no dia seguinte.
. Em seguida, Desnudação dos altares.
Em espírito de união com a Igreja, vinde todos, ao menos por alguns minutos, em fervorosa adoração, agradecer a instituição da Santíssima Eucaristia e do Sacerdócio, oferecendo reparação pelos pecados da humanidade e suplicar as graças de que todos necessitamos

Lava-pés

. Às 20h 30min, na Praça Francisco Neves (atrás da Catedral), realizar-se-á o expressivo ato do Lava-pés
Sermão sobre a instituição da Eucaristia e do Sacerdócio e sobre o preceito de Jesus Cristo, quanto ao amor fraterno
Far-se, nesta ocasião, a Coleta da Caridade, em favor dos pobres

Sexta-feira Santa

. Às 8 horas, Matinas e Laudes
. Às 8h 30min, Confissões na Igreja de Nossa Senhora do Rosário

Em memória da agonia do Divino Salvador na Cruz, é proferido, às 12h 30min, o Sermão das Sete Palavras, pelo Revmo. Padre Geraldo Magela da Silva . DD. Vigário Paroquial do Pilar

. Às 15 horas, tem início a Solene Ação Litúrgica constando de: Liturgia da Palavra com Leituras, cânticos, Canto da Paixão e a Oração Universal; Adoração da Cruz e Comunhão

Descendimento da Cruz

. Às 20h 30min, na Escadaria da Igreja de Nossa Senhora das Mercês, realiza-se o comovente ato do Descendimento.
Em seguida, realiza-se, com espírito de recolhimento e contrição, a tocante procissão do Enterro do Senhor

Sábado Santo

O Povo de Deus é convocado a permanecer este dia em espírito de recolhimento junto ao sepulcro do Redentor, onde repousa o Sacrossanto Corpo daquele que veio para salvar o que estava perdido

. Às 8h 30min, Matinas e Laudes
. Às 8h 30min,Confissões na Igreja de Nossa Senhora do Rosário

Vigília Pascal

. Às 20 horas, início das solenidades da Vigília Pascal, que consta de: Bênção do fogo, preparação do Círio Pascal e Canto do Exultet; Liturgia da Palavra com leituras, orações e cânticos; Liturgia Batismal com Bênção da água, Batismo e Renovação das Promessas do Batismo; Liturgia Eucarística

Domingo da Ressurreição

. Às 9 horas, Solene Missa Pontifical, com homilia

No final da Missa é dada a Bênção Papal, com indulgência plenária

. Às 16 horas, sai a majestosa Procissão do Santíssimo Sacramento.
Pedimos às Exmas. famílias que enfeitem a frente de suas casas para esta procissão, cujo trajeto é:
Praça Embaixador Gastão da Cunha, Rua Pe. José Maria Xavier, Praça Frei Orlando, Ruas Dr. Balbino da Cunha, Ministro Gabriel Passos, Arthur Bernardes, Marechal Deodoro, Sebastião Sette e Getúlio Vargas

Coroação de Nossa Senhora

. Às 19 horas, Santa Missa e, em seguida, Sermão. A seguir, Coroação de Nossa Senhora

Monsenhor Sebastião Raimundo de Paiva, Pároco (in memorian)
Padre Ramiro José Gregório, Vigário Paroquial
Padre Geraldo Magela da Silva, Vigário Paroquial

Patrocínio
Cemig
Governo do Estado de Minas Gerais

Apoio
Prefeitura Municipal de São João del-Rei

Participação especial
Abgar Campos Tirado . Comentarista da Semana Santa de São João del-Rei

Realização
Paróquia da Catedral Basílica de Nossa Senhora do Pilar .
Venerável Irmandade do Santíssimo Sacramento

Veja:
Semana Santa . Jota Dangelo
Semana Santa 09: Irmandades, garantia de manutenção das tradições . Antônio Gaio Sobrinho
Tapetes de Rua . Antônio Gaio Sobrinho
Plantas da Semana Santa . Luiz Cruz*
Coisas da quaresma e da Semana Santa . Marcelo Álvaro de Souza
Semana Santa: o Brasil não sabe, Minas perde . Hélio Fraga
Semana Santa ameaçada? Suely Campos Franco
Resistindo ao Passar do Tempo. Tradições da Semana Santa não são mais entendidas . Aluízio Viegas
Retratos da Semana Santa . Antonio Emilio da Costa
Semana Santa, Paixão de Cristo, fé e barroco naif nas ladeiras de São João del-Rei: GRUTSEM . Antônio Emílio da Costa
Você quer ver como era a Semana Santa de São João del-Rei há mais de cinquenta anos? . Antônio Emílio da Costa
Palmas para nossa maestrina soberana . Antonio Emilio da Costa
Irmãos Silva . escultores, entalhadores e pintores de Arte Sacra
Carlos Magno de Araújo
Tapetes de Rua São João del-Rei . Antônio Emílio da Costa
Semana Santa de São João del-Rei: Crônica do Ofício de Trevas da Quinta-feira Santa . Francisco Braga
Semana Santa de São João del-Rei: Crônica do Domingo de Ramos . Francisco José dos Santos Braga
Vídeo Cidades Históricas Semana Santa em São João del-Rei
GRUTSEM Grupo Teatral Senhor dos Montes
Grupo Arte de Rua
OLAV-Oficina Livre de Artes Visuais 
Grupo Lendas São-joanenses
Trupizupi Cia Teatral

Mais informações:

Comemoração dos Passos
Tradição de mais de 200 anos faz, da histórica São João del-Rei uma cidade atípica.
A Comemoração dos Passos acontece durante a Quaresma. A bicentenária Orquestra Ribeiro Bastos abrilhanta os atos internos mantendo vivo o Ofício de Trevas. As solenidades religiosas têm como palco as ruas e igrejas do séc XVIII. Um cenário especial que tem atraído a São João del-Rei turistas da mais variada origem.
Durante a Quaresma, a Venerável Irmandade do Senhor Bom Jesus dos Passos vive os sofrimentos de Jesus Cristo, antecipando portanto, parte da Semana Santa em São João del-Rei. Um caso único em toda a igreja católica.
Na primeira sexta-feira após o carnaval tem início a Comemoração dos Passos com a realização de vias-sacras em frente às Capelas-Passos. Depois acontecem as Procissões dos Depósitos da imagem de N. Sra. Das Dores (sexta-feira) e da imagem do N. Sr. Bom Jesus dos Passos (no sábado). Os irmãos da Irmandade dos Passos, com roupas escuras e tochas acesas, tranportam as imgens, respecitvamente da Catedral para a Igreja de Nossa Senhora do Carmo e da Catedral para a Igreja de São Francisco de Assis.
Nestas igrejas elas ficam depositadas para veneração dos fiéis até o domingo, quando acontece a Procissão do Encontro. O comovente encontro das duas piedosas imagens acontece na praça Barão de Itambé (Largo da Câmara) - ocupando a Tribuna Sacra o vigário paroquial da Catedral Basílica N. Sra. do Pilar, que profere também o Sermão do Calvário.
Fonte: São João del-Rei On-line

***

Nossa Tricentenária Semana Santa
Abgar Campos Tirado . professor e músico
Gazeta de São João del-Rei em 10/08/2013 . Especial 300 anos de História

Exercendo eu, há vários anos, a função de comentarista dos atos internos e externos da Semana Santa da Catedral Basílica de Nossa Senhora do Pilar, sinto-me à vontade para discorrer sobre tão sagrada e tradicional celebração, já com respeitáveis trezentos anos de história, sob a responsabilidade da Irmandade do Santíssimo Sacramento, fundada em 1711.
Sendo a celebração aqui focalizada uma realização universal da Igreja Católica, os atos litúrgicos e paralitúrgicos são essencialmente os mesmos. Do Domingo de Ramos até o Domingo de Páscoa, revive-se a entrada triunfal de Jesus Cristo em Jerusalém, seguida de sua paixão e morte, no tríduo pascal, culminando com sua gloriosa ressurreição – Christus surrexit vere.
Não obstante essa uniformidade essencial, pode haver, em caráter secundário, pequenas diferenças de um lugar para outro, que em nada ferem os aspectos doutrinários e os ditames disciplinares da Igreja. Sobretudo em São João del-Rei, temos uma celebração que se mantém inalterada, a qual não sendo mais obrigatória, foi praticamente abandonada em todo o mundo. Trata-se dos impressionantes Ofícios de Trevas, que compõem o referido tríduo pascal. Esses ofícios se constituem das duas primeiras horas canônicas, que são as Matinas e Laudes. São eles realizados na noite de Quarta-feira de Trevas e nas manhãs de Sexta-feira e Sábado Santo, constando de salmos com suas antífonas, leituras (lamentações e lições) responsórios e orações próprias, sendo que as leituras e os responsórios integram apenas a parte das Matinas. Faz-se presente nesses ofícios o tenebrário, que é um grande candelabro triangular, com quinze velas, que são apagadas uma a uma após o canto de cada salmo, com exceção da vela do vértice, que não se apaga, pois representa Jesus Cristo, vencedor da morte.
Ao final das Laudes, o templo fica às escuras, simbolizando as trevas que envolveram a morte do Senhor; ouve-se então o ruído representativo do cataclisma ocorrido naquela ocasião.
Importante observar nos Ofícios de Trevas a presença do latim e do canto gregoriano, bem como, em nosso caso, nos responsórios, a expressão da sublime música do compositor são-joanense Padre José Maria Xavier (1819 -1887), que tanto encanta a todos que a ouvem.
Esse compositor oitocentista foi um dos mais notáveis são-joanenses, tendo atuado em campos diversos. Em menino, foi tiple (menino cantor) e clarinetista da Orquestra Lira Sanjoanense, fundada em 1776 por seu avô, José Joaquim de Miranda. Padre José Maria foi, além de vigário da vara, professor em nossos colégios, provedor da Santa Casa da Misericórdia, membro e benfeitor de nossas irmandades e incansável protetor dos pobres; e no meio de tanta atividade, produzia em abundância sua bela e inconfundível música, que, tendo encantado D. Pedro II, veio a projetar-se além de nossa cidade, de nosso Estado e de nosso País.
Tal reconhecimento lhe valeu, em São João del-Rei, ter seu nome em uma de suas  ruas e no Conservatório Estadual, sendo ele também patrono da cadeira nº 12 da Academia Brasileira de Música, sediada no Rio de Janeiro.
Cumpre ressaltar a atuação, em nossa Semana Santa, da bicentenária Orquestra Ribeiro Bastos, do coro dos Coroinhas de D. Bosco da Catedral e das nossas primorosas bandas. Também vale destacar nos meios de comunicação, a ininterrupta presença desde sua fundação, em 1947, da Rádio São João del-Rei e, nos últimos anos, da TV Campos de Minas, além de outros veículos ocasionais.
Concluindo, podemos dizer que nossa Semana Santa tradicional é motivo de santo orgulho para todos nós, mercê de sua profundidade religiosa e de sua inefável beleza musical, o que a faz conhecida e admirada em todo o mundo.


Atualize, compartilhe, inclua ou exclua dados e imagens, cadastros, fotos, ações e projetos sócio-culturais . Todos os créditos e colaborações serão registrados
Dúvidas ou Sugestões? Fale Conosco: alzirah@gmail.com . Utilize o nosso sistema de busca
 

O conteúdo desse portal pode ser reproduzido, desde que citadas as fontes e os créditos.

www.saojoaodelreitransparente.com.br . Projeto, pesquisa, organização e concepção: Alzira Agostini Haddad . Todos os direitos reservados