Banco de Imagens: Resultado da Pesquisa Como valorizar nosso patrimônio para melhorar o turismo


Pesquisa Como valorizar nosso patrimônio para melhorar o Turismo . Atitude Cultural

Para construir, reformar, restaurar ou pintar o seu imóvel, colocação de placas e propandas comerciais etc, consulte os critérios municipais, nacionais e internacionais de intervenção em cidades históricas e as normas do  Estatuto da Cidade, que regula o uso da propriedade urbana em prol do bem coletivo.
Em São João del-Rei, entre em contato com:
. IPHAN - Instituto do Patrimônio Artístico e Histórico Nacional . R. Hermilio Alves nº 52 . tel 032 3371 7724
. Prefeitura Municipal de São João del-Rei . tel 032 3372 8711
. Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Cultural de São João del-Rei . tel 032 3371 8711

Consulte também:
Dicas para quem quer construir, reformar, restaurar ou pintar o seu imóvel no Centro Histórico e entorno de São João del-Rei
. Plano Diretor de São João del-Rei . (Contou com a participação de especialistas da UFMG)
. Código de Obras de São João del-Rei
. Código de Postura de São João del-Rei
. Delimitação da Poligonal do Centro Histórico de São João del-Rei
. Diretrizes Políticas de Preservação do Centro Histórico de São João del-Rei
. Cartilha de São João del-Rei
. Legislação Estadual
. Legislação Federal
. Legislação internacional

Mais informações:

Atualmente, a referência turística no Campo das Vertentes é Tiradentes. São João del-Rei é um apêndice, um corolário, apenas uma cidade histórica a 12 quilômetros de lá… Em Belo Horizonte, o noticiário turístico fala em Ouro Preto e, em seguida, menciona Tiradentes como destino turístico. Evidentemente, São João del-Rei não fica à margem: os turistas que visitam Tiradentes dão uma chegadinha na cidade, pelo menos para fazer um passeio no trenzinho ou para visitar o túmulo do Tancredo no cemitério de São Francisco. Muitos visitam nossos templos embora, creio eu, raros percorrerão a Rua Santo Antônio e raríssimos chegarão ao Largo da Cruz ou até mesmo ao Largo da Câmara. Ainda assim é enganoso pensar que o turismo por aqui está em decadência. As condições geográficas das duas cidades são diferentes, o que resulta numa percepção enganosa do movimento turístico nas duas localidades.

Em Tiradentes, a impressão que se tem nos fins de semana é de que a cidade está lotada de turistas, mesmo quando não há nenhum evento programado. A cidade é mínima, um centro histórico de três ruas mais ou menos paralelas, e não muito longas, uma praça e é só. Assim, mesmo quando o contingente de turistas não é grande, dá a impressão de lotação. Em del-Rei, uma cidade que se espraia pelo Vale do Lenheiro, não é possível perceber aglomerações de turistas: eles se mostram em pequenos grupos em muitos pontos da cidade. O que nos falta, e não há como duvidar, são os serviços que sobram em Tiradentes, particularmente no que se refere à gastronomia e à variedade de hospedagem. Faltam restaurantes em São João del-Rei. É possível contar nos dedos aqueles com os quais um turista pode contar quando visita a cidade.

Sempre é possível considerar que há vários tipos de turista. Alguns, que geralmente são chamados “passantes”, chegam de ônibus, só fazem refeições em restaurantes self-service, não permanecem na cidade, compram pouco, se é que compram. É um tipo de turista pouco lucrativo, faz roteiros passando por várias localidades sem permanecer em nenhum lugar mais do que umas poucas horas. Turista é aquele que permanece no local pelo menos dois dias, ou mais, se desloca com veículo próprio, tem poder aquisitivo, busca sensações diferenciadas, quer experimentar sabores, visita lojas, adquire souvenirs, artesanato local, peças decorativas, até móveis. Para estes, Tiradentes é um achado: sobram lojas, sobram restaurantes de todo tipo, sobram mercadorias de várias procedências, sobram pousadas sofisticadas ou mais populares, e não é preciso andar muito para fazer um tour pelo que se poderia chamar de atração turística local.

Há muito tempo não vejo relatórios sobre o movimento turístico na cidade, estatística sobre ocupação de hotéis e pousadas, reflexos do turismo sobre a economia municipal, dados pertinentes para colocar em ação estratégias que possam aumentar o fluxo turístico. A quantas anda a divulgação turística da cidade? Temos uma folheteria adequada e em número suficiente? Divulgamos nossas atrações fora de São João del-Rei, com cartazes, out-doors, imprensa nacional? E quem deve se ocupar destas providências? A Associação Comercial? O poder Público? A iniciativa privada?

Veja mais artigos, cartilhas, teses, monografias, pesquisas etc sobre São João del-Rei


O conteúdo desse portal pode ser reproduzido, desde que citadas as fontes e os créditos.

www.saojoaodelreitransparente.com.br . Projeto, pesquisa, organização e concepção: Alzira Agostini Haddad . Todos os direitos reservados