São João del-Rei | Tiradentes | Ouro Preto
Transparentes

ser nobre é ter identidade

Melhores Práticas

Festa do Café-com-Biscoito . São Tiago

Descrição

Festa do Café com Biscoito . São Tiago


Festa do Café com Biscoito 2013 . Foto: Alzira Agostini Haddad


Festa do Café com Biscoito 2013 . Foto: Alzira Agostini Haddad


Festa do Café com Biscoito 2013 . Foto: Alzira Agostini Haddad


Festa do Café com Biscoito 2013 . Foto: Alzira Agostini Haddad


Festa do Café com Biscoito 2013 . Foto: Alzira Agostini Haddad

Festa do Café-com-Biscoito/Blog

São Tiago virou um formigueiro humano no fim de semana

Douglas Caputo

Difícil é resistir aos mais de 100 tipos de biscoitos e ao cafezinho feito na hora. Ao todo, foram distribuídas 5,5 toneladas de quitandas e cinco mil litros de café. Polícia Militar estima que 60 mil pessoas passaram pela cidade nos três dias de evento



Amendoim, abacaxi, goiaba, maracujá, doce de leite, alho, bacon, cebola e até abóbora. Com sabores tão convidativos, moradores e turistas lotaram São Tiago durante a 15ª Festa do Café com Biscoito, encerrada nesse domingo (15).
A advogada Maria Helena Menezes, de Itapecerica, sentenciou. “Com tantas delícias, não dá para manter o regime. Vou ter que passar o resto da semana sem comer para compensar a farra gastronômica em São Tiago”.
Mas parece que isso não vai ser nada fácil para a advogada que participou pela primeira vez da Festa do Biscoito.
Na bagagem, ela levou os biscoitos que julgou como os melhores de São Tiago. “Comprei húngaro, papa-ovo, biscoito de polvilho, casadinho e brigadeiro”, comenta Maria Helena.
Moradora de Itaúna, Gisele de Faria Almeida, visitou a Festa do Biscoito pela segunda vez. Ela gostou tanto do evento do ano passado que até trouxe mais gente para conhecer as delícias de São Tiago.
“Este ano vim com oito pessoas. Participar desse evento é uma viagem no tempo. Lembro da infância no sítio, onde minha mãe fazia vários tipos de biscoitos”, afirma.
O taxista oliveirense André Avelino também ressaltou o ambiente familiar do evento. “Ser recebido com um portal dizendo ‘A casa é sua’ é perfeito”. Essa é a primeira vez que André participa Festa. Ele se surpreendeu com o que degustou e viu em São Tiago.
“Já tinha ouvido falar da tradição dos biscoitos de São Tiago, mas não imaginava que fosse tão forte. Também não sabia dessa estrutura e desse tanto de gente. Não encontrei problema algum. Achei muito fácil estacionar”, assegura o taxista.
O Café com Biscoito também foi uma oportunidade para matar saudade. Um exemplo disso é são-tiaguense que mora há 21 em BH, Neuza Maria de Jesus Martins. “É um momento para a gente vir, encontrar amigos que não vemos há muito tempo e ainda ver a família toda”, enfatiza.

Economia



Produtores de biscoitos comemoraram os resultados da Festa. Um exemplo disso é Geraldo Francisco de Oliveira, o Magá. Além dos 400 quilos para degustação, a comercialização durante a festa deu um impulso ao caixa da empresa.
“Nossa venda média durante o período foi de seis mil pacotes de 300 gramas de biscoitos. É um volume de vendas que não temos no dia-a-dia. Além disso, a Festa é uma grande divulgação de nosso produto, o que repercute no resto do ano em todo país”, garante Magá.
São-tiaguense morador do Rio de Janeiro, o economista Samuel Vieira calcula o impacto positivo da Festa para o comércio da terra natal dele.
“É uma Festa intensa, com muitas vendas num curto espaço de tempo. Mas isso traz muita visibilidade para os biscoitos da cidade. Essa divulgação extrapola a sazonalidade do evento e gera emprego e renda para São Tiago”, explica Samuel.
Outro fator que promete impulsionar a venda dos biscoitos de São Tiago é selo de procedência geográfica conferido pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi), lançado oficialmente durante a Festa.
Segundo o presidente da Assabiscoito, Adilson José de Campos, a certificação do Inpi atesta a qualidade dos biscoitos produzidos em São Tiago.
“Com o selo, os consumidores vão ter certeza de que o biscoito foi feito na cidade e dentro das normas de boas práticas de produção. Já para nós, produtores, é uma segurança de que não temos nossa mercadoria clonada por pessoas de outros municípios”, afirma Adilson.
O SICOOB Credivertentes participa da Festa do Café com Biscoito desde sua primeira edição, em 1999. Para a cooperativa, investir nas tradições locais, é um fator decisivo para o crescimento da região.

Fonte: SICOOB Credivertentes, em 16/09/2013

***

São Tiago terá cardápio variado no fim de semana

A 15ª edição da Festa do Café com Biscoito promete levar a moradores da cidade de São Tiago e turistas um fim de semana de dar água na boca. Além da já tradicional degustação dos famosos biscoitos do município, shows, oficinas e atividades culturais completam o cardápio da festa que começou ontem, 13 e vai até domingo, 15.

Todos os anos a festa atrai turistas de várias regiões em São Tiago - Foto: Thiago Morandi Alecrim / Divulgação

Todos os anos a festa atrai turistas de várias regiões em São Tiago
Foto: Thiago Morandi Alecrim / Divulgação

De acordo com o presidente da Associação São-Tiaguense dos Produtores de Biscoito (Assabiscoito), Adilson José de Campos, serão produzidas para a degustação 5,5 toneladas de biscoitos, além de 5 mil litros de café. “Estão participando 13 produtores de biscoito, além de produtores da agroindústria e do artesanato”, disse Campos. E completou: “É muito difícil saber ao certo quantas variedades de biscoitos, doces e salgados serão disponibilizadas, mas o número deve ultrapassar cem receitas diferentes”, afirmou Campos.
A produtora de biscoitos Fátima Maria de Campos contou que cada participante fará cerca de 408 quilos do quitute para experimentação e que para a venda serão confeccionados mais quilos dessas iguarias. “Esperamos muitos visitantes neste ano. Queremos que eles venham degustar nossos produtos e, além disso, que eles possam levar um pouco da tradição da nossa cidade para as suas casas”, ressaltou Fátima.
A novidade em 2013 é que, durante a festa, também será lançado o selo do Instituto Nacional da Propriedade Industrial, que garante aos biscoitos locais a procedência geográfica e o título de autenticidade das delícias originadas em São Tiago. “Com esse selo o consumidor vai ter certeza da qualidade dos nossos produtos. Os primeiros a receber o selo serão os integrantes da Assabiscoito. Mas antes terão que ser aprovados pelo conselho regulador”, afirmou o presidente da associação.
Fátima, que já trabalha com a fabricação de quitandas desde 1998, afirmou que a festa é muito importante para a movimentação econômica da cidade. “Durante a festa, quase sempre conseguimos vender todo o estoque. Há vezes em que até falta”, contou. E afirmou: “O biscoito garante o nosso sustento. Entramos para o ramo e tivemos a oportunidade de crescer, uma vez que a produção no município começou a ser valorizada”, disse.

A programação
A abertura da festa estava marcada para ontem, 13. Hoje, 14, e amanhã, 15, das 9h às 12h e das 13h às 18h, serão montados 20 estandes onde visitantes poderão saborear mais de cem variedades de biscoitos. Diversos shows para todos os gostos serão apresentados hoje e amanhã, além de rua de lazer e a oficina Biscoito Falante para as crianças. Segundo Campos, são esperadas aproximadamente 60 mil pessoas durante os três dias de festa.

Fonte: Gazeta de São João del-Rei, em 14/09/2013

***

Festa do Café com Biscoito

Em Setembro acontece em São Tiago a tradicional Festa do Café com Biscoito na Praça da Matriz.

Com a presença de algumas das grandes fábricas de biscoito e artesãos da cidade a festa vem a cada ano conquistando maior visitação e melhorando a experiência daqueles que aqui vem com a cultura e hospitalidade da cidade de São Tiago e daqueles que aqui vivem.

XV Festa do Café com Biscoito

 Fonte: São Tiago, Minas Gerais, Setembro de 2013


***

Biscoitos invadem a praça
Por Douglas caputo, em 10/09/2010
 

Biscoitos invadem a praça
 
Os 12 expositores que irão mostrar os biscoitos nos estandes localizados na Praça da Matriz de São Tiago ajeitam os últimos preparativos para receber mais de trinta mil turistas sábado e domingo.

Eduardo aposta em visibilidade
 
Exemplo disso é o empresário Eduardo Parreiras. Ele conta que para dar conta dos dois mil pacotes de biscoitos para venda mais 500 quilos para degustação foi necessário uma semana inteira de trabalho, que para ele compensa pela visibilidade.
“A festa é uma oportunidade de mostrar nosso produto, nossa logomarca. Apesar da maioria ser fregueses de um dia, que também geram lucros, conseguimos fechar alguns negócios que são duradouros”, contabiliza Parreiras.
Entre sábado e domingo, os 12 expositores vão servir de graça cinco toneladas de biscoito mais outros cinco mil litros de café.

Fonte: Festa do café-com-biscoito/Blog

***

De encher os olhos, bocas e bolsos
Fornos aquecem economia na Terra dos Biscoitos
Por Douglas Caputo, em 06/09/2010

Com pouco mais de dez mil habitantes, São Tiago, a 44 quilômetros de São João del-Rei, destaca-se na fabricação de biscoitos. Só as 25 fábricas filiadas à Associação São-Tiaguense dos Produtores de Biscoito (Assabiscoito) possuem uma produção semanal de 150 toneladas e geram 600 empregos diretos e 50 indiretos. Ao todo existem 45 fábricas de biscoitos na cidade.


A secretária executiva da Assabiscoito, Adriângela Magalhães Gouvêia, conta que são utilizadas como matéria-prima 4.800 dúzias de ovos e 30 toneladas de polvilho, a cada 15 dias. A produção dos biscoitos de São Tiago segue para várias regiões, como São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Belo e todo interior de Minas.
Um exemplo disso é a produtora Mírian Santiago Oliveira que exporta para toda Minas Gerais e São Paulo. Ela começou a fabricar biscoitos, em 2005, na cozinha de casa com mais dois amigos. Atualmente ocupa um espaço que abriga 25 funcionários e uma produção mensal de 30 mil pacotes de biscoitos, entre doces e salgados. “Quando comecei, não gastava nem um saco de 50 quilos de farinha de trigo por mês. Hoje são 30”, calcula. Com o aumento da clientela passou a exportar para outras regiões.
Já Alexandre Nunes Machado Chaves tem toda sua produção distribuída num raio de 150 quilômetros de São Tiago. Sua fábrica faz 40 tipos diferentes de biscoitos, com uma produção de duas toneladas por semana. Segundo o empresário, o inverno por aqui significa tempo bom para os negócios. “Quando esfria, as pessoas consomem mais café, chá, leite, que combina com biscoito. Nessa época do ano, o número de funcionário passa de 30 para quase 40”, explica.
 
Renda
 
Os funcionários das indústrias de biscoitos recebem por produção. Os cargos principais são de forneiro, empacotador, enroladeira e operador de máquinas. Todos empregados têm carteira assinada e direitos trabalhistas garantidos. Para cada quilo de massa enrolada, ganham em média R$0,90 a R$1,00.
Dircéia Maria Santiago acumula sete anos de experiência na função de enrolar biscoitos. Com uma média de 35 quilos de massa enrolada a cada dia, ela diz que num mês bom chega a ganhar R$600. “É um dinheiro que ajuda bastante. Se não fosse a padaria não tenho ideia do que faria”, conclui.
Colega de Dircéia, Regiane Auxiliadora da Silva trabalha em padarias há quatro anos. Hoje é responsável por pesar os ingredientes que vão ser enrolados. Para ela, a única fonte de renda é colocar a mão na massa. “É o meu sustento. Se não fosse a padaria, teria que procurar outra coisa para fazer.”
 
Festa do biscoito
 
Para comemorar a produção dos biscoitos, desde 1999 os produtores locais colocam uma mesa farta de quitutes na praça central da cidade e recebem uma média de 30 mil visitantes. Durante os três dias de evento, que acontece anualmente no segundo final de semana de setembro, além de rodadas de negócio, ocorrem shows musicais, desfiles alegóricos e preparo de biscoitos em forno de barro na praça.
O crescimento da festa acompanhou o das padarias. No primeiro ano de evento foram degustados 500 quilos de biscoitos de graça. Na última edição, em 2009, a quantidade consumida passou para cinco toneladas.

Fonte: Festa do café-com-biscoito/Blog

***

Ao completar 11 anos, Festa do café-com-biscoito antecipa sua maioridade como bem imaterial do patrimônio cultural de Minas
Sabores para nunca esquecer

Não basta uma mesa farta para representar o verdadeiro sabor da cozinha mineira. É preciso história, ingrediente que não falta aos biscoitos de São Tiago. Prova disto é que a 12ª Festa do café-com-biscoito, entre os dias 10 e 12 de setembro, vira objeto de análise para seu tombamento como bem imaterial de Minas Gerais.
 

O registro dos sabores da Terra dos Biscoitos como patrimônio intangível significa o reconhecimento de uma tradição secular no preparo da iguaria. Não por acaso há 11 anos a festa vira uma grande cozinha em praça pública que mostra aos visitantes os segredos das biscoiteiras de São Tiago.
Historiadora responsável pela narrativa do café-com-biscoito como patrimônio cultural, a belo-horizontina Liliane Corrêa vai visitar o evento este ano e investigar como funciona toda a Festa para sua documentação no Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais.
“Primeiro é preciso fazer um levantamento histórico do município. Depois investigar a origem dos biscoitos de uma forma geral, para aí sim se chegar ao modo peculiar de produção desenvolvido em São Tiago e a criação da festa”, explica Liliane.
De acordo ainda com a historiadora, todo o processo de reconhecimento da Festa como bem imaterial mineiro deve ser concluído no meio do ano que vem, quando será assegurada “a preservação e salvaguarda do patrimônio”, comenta.
A festa do café-com-biscoito existe há 11 anos e recebe em média um público de 30 mil pessoas a cada edição. Durante os três dias de evento, chegam a ser consumidos mais de cinco toneladas de biscoitos, divididos em mais de 40 tipos, entre doces e salgados.

Fonte: Festa do café-com-biscoito/Blog

***

São Tiago coloca a mão na massa por mais turistas

Forno será um dos atrativos do receptivo inaugurado em São Tiago - Foto: Gazeta
Forno será um dos atrativos do receptivo inaugurado em São Tiago – Foto: Gazeta

Inaugurado no último sábado, 5, o receptivo turístico Forno na Praça, de São Tiago, fará mais do que estender o sabor e o apelo público da tradicional Festa do Café com Biscoito no município. Se tudo der certo, de acordo com perspectivas da parceria entre Prefeitura e Governo do Estado, é a renda do município que se tornará elástica, crescendo três vezes nos próximos cinco anos. Com isso, a cidade que conta com 10% da população trabalhando na produção de biscoitos e entrega 200 toneladas do produto ao mercado todo mês, chegará a números ainda mais expressivos.
Mas por enquanto o projeto iniciado oficialmente em 2009 quer colher frutos imediatos. Com mais de R$240 mil investidos com recursos da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), do Fundo Estadual de Cultura, do ICMS Turístico e do próprio município, a obra vai contar com showroom e cafeteria abertos de segunda a sexta-feira, de 7h às 22h. Nos finais de semana o espaço receberá visitas agendadas e abrirá o Fogo no Forno, momento em que turistas e visitantes poderão colocar a mão na massa, testar, ensinar ou praticar receitas de quitutes.

Cenário
Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o Produto Interno Bruto da cidade bate os R$69 milhões anuais, com cada morador gerando, individualmente, mais de R$6 mil nesse bolo.
Os números coroam outras estatísticas positivas, como o fato de um em cada dez habitantes de São Tiago ser empregado em alguma das 45 fábricas de biscoito operantes por lá, chegando ao ápice do chamado “desemprego zero” e até mesmo à sobra de vagas para trabalho, de acordo com matéria veiculada na revista Época em março do ano passado.
No próprio receptivo, segundo o coordenador do projeto, Flúvio Martins, a escassez de mão de obra tem afetado. Com capacidade para nove colaboradores, o local recém-inaugurado conseguiu recrutar cinco funcionários. Mesmo assim funciona a todo vapor. “Vamos continuar procurando mão de obra preparada. Enquanto isso aperfeiçoaremos a que já temos. Atualmente contamos com uma barista ensinando a arte do café expresso e outros detalhes. Logo teremos um especialista em boas práticas de produção atuando conosco também”, disse.

Nas fábricas
Há 12 anos trabalhando com a produção de biscoitos, o empresário Alexandre Machado conhece bem a realidade em ascensão de São Tiago. Com 30 funcionários empregados e perspectivas de novas contratações para os próximos quatro meses, o dono de fábrica calcula que a produção entre três e quatro toneladas deve crescer ao longo do inverno. Além disso, a instalação do Receptivo Turístico pode demandar a disponibilização de mais biscoitos. “Agora o turista poderá vir ao nosso encontro e levar a marca para fora. O contato não vai ser apenas em supermercados e prateleiras espalhadas. Com esse espaço e toda a estrutura aconchegante que criaram, nossos produtos vão ganhar propaganda boca-a-boca e mais valor”, comentou.

Benefícios
Apesar do Forno na Praça ser sediado em São Tiago, a 45km de São João del-Rei, o plano é que os benefícios gerados pelo novo receptivo turístico possam alcançar os municípios da redondeza. “A ideia é transformar o turismo local em um plano integrado. Quem vai a São João ou Tiradentes passear de Maria Fumaça ou participar de um grande evento poderá passar por nossa cidade também, que é extremamente próxima, e apreciar o que produzimos ao longo de todo o ano. Não só em setembro. Da mesma forma, quem vier até nós também poderá ampliar a viagem e passar por outros locais das Vertentes”, explicou o prefeito são-tiaguense e atual presidente do Circuito Turístico Trilha dos Inconfidentes, Denílson Reis (PSDB).
O deputado estadual Rômulo Viegas (PSDB) fez coro com essa perspectiva. “Desde que Aécio Neves assumiu o governo em 2003, havia o pensamento de consolidação das políticas públicas para ampliar o potencial turístico do Estado. E isso continua. A iniciativa começou em São Tiago, mas vai abrir brechas para motivar e valorizar raízes culturais e artesanais em outros municípios”, disse.

Fonte: Gazeta de São João del-Rei . 12/05/2012

***

São Tiago ganha forno em praça pública

São Tiago, famosa pela produção de deliciosos quitutes e pela Festa do Café Com Biscoito, terá nova atração turística ainda neste ano. Trata-se de um forno construído em estrutura especial na Praça Ministro Gabriel Passos, no centro da cidade, que produzirá quitandas no ano inteiro.  A previsão inicial era de que a obra fosse entregue  ainda em dezembro de 2011, porém devido a atrasos na construção a data precisou ser adiada e ainda não foi definida.
De acordo com o prefeito do município, Denílson Reis (PSDB), o artefato assará biscoitos durante os fins de semana e funcionará todos os dias como espaço de visitação, degustação e compra dos produtos. O espaço total terá 300m2 em estilo rústico e demandou investimentos de R$120 mil através de recursos do Estado, da Prefeitura e do ICMS Turístico. Em média 15 pessoas trabalharão no local e abrirão brechas para que os próprios visitantes ajudem na produção.
Reis explicou que o projeto surgiu devido ao crescimento da já tradicional Festa do Café Com Biscoito e à necessidade de atrair mais turistas. “Na prática, sabemos que os visitantes que vêm para a região possuem poucas opções atrativas. Visando essas pessoas criamos esse receptivo turístico”, comentou, lembrando que o local também funcionará como bar-café.
O prefeito explicou ainda que outro objetivo do projeto é dar mais dinâmica à comercialização dos produtos são-tiaguenses, agregando mais valor ao que a cidade tem de bom e à festa típica do município que, hoje, é referência para o Estado. “Em 2011 recebemos cerca de 50 mil pessoas no evento. Com esse projeto esperamos que os produtores possam vender mais para o consumidor comum que, passando pela cidade em dias habituais, poderá visitar as fábricas”, argumentou.

Parceria
O prefeito de São Tiago, que também é presidente do Circuito Turístico da Trilha dos Inconfidentes, lembrou que o projeto foi pensado de forma abrangente. “Para que dê certo, precisamos dos turistas que vão a Tiradentes, São João del-Rei e Resende Costa. Não temos uma rede hoteleira suficiente para atender a essas pessoas, então estamos interligados com os demais municípios da região”, explicou.

Fonte: Gazeta de São João del-Rei . 21/01/2012

***

Com apoio da UFSJ, biscoitos de São Tiago recebem indicação de procedência

No dia 27 de novembro, o Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) conferiu aos biscoitos de São Tiago a indicação geográfica, também conhecida como indicação de procedência, que garante aos produtores associados utilizar com exclusividade o selo representativo do biscoito de São Tiago, que garante ao consumidor a procedência do produto. Para conseguir a comprovação e certificação de que os quitutes produzidos eram de São Tiago, a Comissão de Propriedade Intelectual (COPIN) da UFSJ firmou uma parceria com a Assabiscoito. Por meio de pesquisas documentais e entrevistas feitas por bolsistas de extensão e pesquisa da Universidade, foi apresentada documentação comprobatória da notoriedade do biscoito de São Tiago como produto de qualidade tradicional.
Antônio Henrique Polastri, membro da COPIN, lembra que os produtores de São Tiago terão vários benefícios com a implementação do selo. “Eles têm agora a titularidade sobre o nome ‘São Tiago’ na rotulagem dos produtos, evitando que produtores de outras regiões explorem esse nome, valendo-se indevidamente da notoriedade da qualidade dos biscoitos produzidos na cidade. Outra tendência é que seja agregado valor ao produto em função de sua garantia de procedência e qualidade” afirma Polastri.
Sobre a participação da UFSJ no processo, Antônio lembra que a COPIN, além de atuar no apoio às pesquisas com potencial para geração de novas tecnologias, desenvolve projetos de extensão voltados à disseminação da proteção à propriedade intelectual coletiva de titularidade de comunidades de artesãos e pequenos produtores. “Toda ideia de preservação de saberes tradicionais e proteção dessa propriedade intelectual, no sentido de se evitar a rotulação indevida de produtos fabricados em outras regiões, é apoiada pela COPIN da UFSJ”, completa.
Para que os biscoitos do município não sejam pirateados, a Assabiscoito constituirá um conselho regulador para fiscalizar e reprimir os falsários. “O Conselho deverá ser formado por representantes dos produtores de instituições públicas e privadas com interesse em apoiar a atividade na cidade e a preservação da tradição”, explica Antônio.
Em Minas Gerais, além de São Tiago, a cidade de São João del-Rei (produção artesanal de peças de estanho), as regiões do Cerrado Mineiro e da Serra da Mantiqueira (produção de café), e a região do Serro e da Canastra (produção artesanal de queijo) também contam com o selo do INPI.

Festa do Café com Biscoito
A celebração ocorre em São Tiago desde 1999. Em sua 14ª edição este ano, a cidade recebeu a visita de 50 mil turistas que puderam degustar 6 toneladas de biscoitos. As 45 fábricas de biscoitos empregam 10% da população da cidade e respondem por 60% da arrecadação de ICMS. Juntas, as fábricas produzem cerca de 150 toneladas de biscoitos por semana.

Fonte: ASCOM . UFSJ

***

Forno na Praça em São Tiago

São Tiago coloca a mão na massa por mais turistas

Forno será um dos atrativos do receptivo inaugurado em São Tiago – Foto: Gazeta

Inaugurado no último sábado, 5, o receptivo turístico Forno na Praça, de São Tiago, fará mais do que estender o sabor e o apelo público da tradicional Festa do Café com Biscoito no município. Se tudo der certo, de acordo com perspectivas da parceria entre Prefeitura e Governo do Estado, é a renda do município que se tornará elástica, crescendo três vezes nos próximos cinco anos. Com isso, a cidade que conta com 10% da população trabalhando na produção de biscoitos e entrega 200 toneladas do produto ao mercado todo mês, chegará a números ainda mais expressivos.

Mas por enquanto o projeto iniciado oficialmente em 2009 quer colher frutos imediatos. Com mais de R$240 mil investidos com recursos da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), do Fundo Estadual de Cultura, do ICMS Turístico e do próprio município, a obra vai contar com showroom e cafeteria abertos de segunda a sexta-feira, de 7h às 22h. Nos finais de semana o espaço receberá visitas agendadas e abrirá o Fogo no Forno, momento em que turistas e visitantes poderão colocar a mão na massa, testar, ensinar ou praticar receitas de quitutes.

Cenário
Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o Produto Interno Bruto da cidade bate os R$69 milhões anuais, com cada morador gerando, individualmente, mais de R$6 mil nesse bolo.

Os números coroam outras estatísticas positivas, como o fato de um em cada dez habitantes de São Tiago ser empregado em alguma das 45 fábricas de biscoito operantes por lá, chegando ao ápice do chamado “desemprego zero” e até mesmo à sobra de vagas para trabalho, de acordo com matéria veiculada na revista Época em março do ano passado.

No próprio receptivo, segundo o coordenador do projeto, Flúvio Martins, a escassez de mão de obra tem afetado. Com capacidade para nove colaboradores, o local recém-inaugurado conseguiu recrutar cinco funcionários. Mesmo assim funciona a todo vapor. “Vamos continuar procurando mão de obra preparada. Enquanto isso aperfeiçoaremos a que já temos. Atualmente contamos com uma barista ensinando a arte do café expresso e outros detalhes. Logo teremos um especialista em boas práticas de produção atuando conosco também”, disse.

Nas fábricas
Há 12 anos trabalhando com a produção de biscoitos, o empresário Alexandre Machado conhece bem a realidade em ascensão de São Tiago. Com 30 funcionários empregados e perspectivas de novas contratações para os próximos quatro meses, o dono de fábrica calcula que a produção entre três e quatro toneladas deve crescer ao longo do inverno. Além disso, a instalação do Receptivo Turístico pode demandar a disponibilização de mais biscoitos. “Agora o turista poderá vir ao nosso encontro e levar a marca para fora. O contato não vai ser apenas em supermercados e prateleiras espalhadas. Com esse espaço e toda a estrutura aconchegante que criaram, nossos produtos vão ganhar propaganda boca-a-boca e mais valor”, comentou.

Benefícios
Apesar do Forno na Praça ser sediado em São Tiago, a 45km de São João del-Rei, o plano é que os benefícios gerados pelo novo receptivo turístico possam alcançar os municípios da redondeza. “A ideia é transformar o turismo local em um plano integrado. Quem vai a São João ou Tiradentes passear de Maria Fumaça ou participar de um grande evento poderá passar por nossa cidade também, que é extremamente próxima, e apreciar o que produzimos ao longo de todo o ano. Não só em setembro. Da mesma forma, quem vier até nós também poderá ampliar a viagem e passar por outros locais das Vertentes”, explicou o prefeito são-tiaguense e atual presidente do Circuito Turístico Trilha dos Inconfidentes, Denílson Reis (PSDB).

O deputado estadual Rômulo Viegas (PSDB) fez coro com essa perspectiva. “Desde que Aécio Neves assumiu o governo em 2003, havia o pensamento de consolidação das políticas públicas para ampliar o potencial turístico do Estado. E isso continua. A iniciativa começou em São Tiago, mas vai abrir brechas para motivar e valorizar raízes culturais e artesanais em outros municípios”, disse.

Fonte: Gazeta de São João del-Rei . 12/05/2012 

***

São Tiago ganha forno em praça pública

São Tiago, famosa pela produção de deliciosos quitutes e pela Festa do Café Com Biscoito, terá nova atração turística ainda neste ano. Trata-se de um forno construído em estrutura especial na Praça Ministro Gabriel Passos, no centro da cidade, que produzirá quitandas no ano inteiro.  A previsão inicial era de que a obra fosse entregue  ainda em dezembro de 2011, porém devido a atrasos na construção a data precisou ser adiada e ainda não foi definida.

De acordo com o prefeito do município, Denílson Reis (PSDB), o artefato assará biscoitos durante os fins de semana e funcionará todos os dias como espaço de visitação, degustação e compra dos produtos. O espaço total terá 300m2 em estilo rústico e demandou investimentos de R$120 mil através de recursos do Estado, da Prefeitura e do ICMS Turístico. Em média 15 pessoas trabalharão no local e abrirão brechas para que os próprios visitantes ajudem na produção.

Reis explicou que o projeto surgiu devido ao crescimento da já tradicional Festa do Café Com Biscoito e à necessidade de atrair mais turistas. “Na prática, sabemos que os visitantes que vêm para a região possuem poucas opções atrativas. Visando essas pessoas criamos esse receptivo turístico”, comentou, lembrando que o local também funcionará como bar-café.

O prefeito explicou ainda que outro objetivo do projeto é dar mais dinâmica à comercialização dos produtos são-tiaguenses, agregando mais valor ao que a cidade tem de bom e à festa típica do município que, hoje, é referência para o Estado. “Em 2011 recebemos cerca de 50 mil pessoas no evento. Com esse projeto esperamos que os produtores possam vender mais para o consumidor comum que, passando pela cidade em dias habituais, poderá visitar as fábricas”, argumentou.

Parceria
O prefeito de São Tiago, que também é presidente do Circuito Turístico da Trilha dos Inconfidentes, lembrou que o projeto foi pensado de forma abrangente. “Para que dê certo, precisamos dos turistas que vão a Tiradentes, São João del-Rei e Resende Costa. Não temos uma rede hoteleira suficiente para atender a essas pessoas, então estamos interligados com os demais municípios da região”, explicou.

Fonte: Gazeta de São João del-Rei . 21/01/2012

***

Com apoio da UFSJ, biscoitos de São Tiago recebem indicação de procedência

No dia 27 de novembro, o Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) conferiu aos biscoitos de São Tiago a indicação geográfica, também conhecida como indicação de procedência, que garante aos produtores associados utilizar com exclusividade o selo representativo do biscoito de São Tiago, que garante ao consumidor a procedência do produto. Para conseguir a comprovação e certificação de que os quitutes produzidos eram de São Tiago, a Comissão de Propriedade Intelectual (COPIN) da UFSJ firmou uma parceria com a Assabiscoito. Por meio de pesquisas documentais e entrevistas feitas por bolsistas de extensão e pesquisa da Universidade, foi apresentada documentação comprobatória da notoriedade do biscoito de São Tiago como produto de qualidade tradicional.

Antônio Henrique Polastri, membro da COPIN, lembra que os produtores de São Tiago terão vários benefícios com a implementação do selo. “Eles têm agora a titularidade sobre o nome ‘São Tiago’ na rotulagem dos produtos, evitando que produtores de outras regiões explorem esse nome, valendo-se indevidamente da notoriedade da qualidade dos biscoitos produzidos na cidade. Outra tendência é que seja agregado valor ao produto em função de sua garantia de procedência e qualidade” afirma Polastri.

Sobre a participação da UFSJ no processo, Antônio lembra que a COPIN, além de atuar no apoio às pesquisas com potencial para geração de novas tecnologias, desenvolve projetos de extensão voltados à disseminação da proteção à propriedade intelectual coletiva de titularidade de comunidades de artesãos e pequenos produtores. “Toda ideia de preservação de saberes tradicionais e proteção dessa propriedade intelectual, no sentido de se evitar a rotulação indevida de produtos fabricados em outras regiões, é apoiada pela COPIN da UFSJ”, completa.

Para que os biscoitos do município não sejam pirateados, a Assabiscoito constituirá um conselho regulador para fiscalizar e reprimir os falsários. “O Conselho deverá ser formado por representantes dos produtores de instituições públicas e privadas com interesse em apoiar a atividade na cidade e a preservação da tradição”, explica Antônio.
Em Minas Gerais, além de São Tiago, a cidade de São João del-Rei (produção artesanal de peças de estanho), as regiões do Cerrado Mineiro e da Serra da Mantiqueira (produção de café), e a região do Serro e da Canastra (produção artesanal de queijo) também contam com o selo do INPI.

Festa do Café com Biscoito
A celebração ocorre em São Tiago desde 1999. Em sua 14ª edição este ano, a cidade recebeu a visita de 50 mil turistas que puderam degustar 6 toneladas de biscoitos. As 45 fábricas de biscoitos empregam 10% da população da cidade e respondem por 60% da arrecadação de ICMS. Juntas, as fábricas produzem cerca de 150 toneladas de biscoitos por semana.

Fonte: ASCOM . UFSJ


Mais informações:
XI Festa Café com Biscoito e São Tiago
XII festa do café-com-biscoito . 10 a 12 de setembro
XIII Festa do Café com Biscoito . 9 a 11 de Setembro
Festa do Café-com-Biscoito

Cadastre lideranças engajadas, sua ação sociocultural, seu projeto, produto, entidade, pesquisa, agenda cultural etc - contribua, complemente, ajude a atualizar, curta e compartilhe!

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Instagram Imprimir

ESSE PORTAL É UM PROJETO VOLUNTÁRIO. NÃO PERTENCE À PREFEITURA MUNICIPAL | CADASTRE GRATUITAMENTE A SUA AÇÃO SÓCIOCULTURAL