São João del Rei Transparente

Ouvidorias

Objetos inusitados são encontrados em esgoto de São João del-Rei

Descrição

Damae já retirou quatro quilos de vísceras animais

Uma chamada sobre entupimento na rede de esgoto do Bairro Senhor dos Montes e uma surpresa: quatro quilos de vísceras animais presos no sistema, impedindo o fluxo de água. "E como se o morador do lugar tivesse jogado um animal quase inteiro encanamento abaixo. Isso não pode acontecer", protestou um oficial de obras e saneamento na terça-feira, 16. A cena flagrada no início da semana pode parecer inusitada para alguns, mas já deixou de ser novidade para os funcionários do Departamento Municipal de Água e Esgoto de São João del-Rei (Damae), que já retiraram calcinhas, pacotes de preservativos, brinquedos, peças de roupas, absorventes e até mesmo uma garrafa térmica inteira de dentro das calhas. Desde o ano passado, situações como essas deixaram de ser relatos de trabalho e se transformaram em provas de descaso e fonte de conscientização.
Segundo o diretor geral do setor de esgotos no Damae, Antônio José dos Santos, também conhecido como Tonhão, que presta serviços ao departamento há 16 anos, entupimentos na rede sanitária são-joanense são corriqueiros, mas começaram a se agravar no final de 2010. "Em outubro do ano passado encontramos uma calça jeans atrapalhando mos uma calça jeans atrapalhando Foi o estopim para que começássemos a divulgar esses problemas e chamar a atenção do público para o fato de que muita coisa pode ser evitada", disse.
Segundo estatísticas do Damae, a autarquia recebe de 15 a 20 chamadas diárias sobre problemas na rede sanitária municipal. Desse número, pouco mais da metade é de real responsabilidade do departamento. "O primeiro passo é exatamente verificar se a falha está no encanamento da casa ou na rua. O, que acontece dentro das residências não podemos resolver, mas o que ultrapassa o limite das calçadas já é assunto nosso", explicou um dos oficiais de obras e saneamento do Damae, Mazurkiewicz Teixeira. De acordo com ele, em 40% das intervenções do departamento o mau funcionamento do esgoto é causado pela imprudência dos próprios moradores. "Já encontrei todo tipo de lixo sólido no esgoto. De sacolas plásticas a quilos de comida. Antes de jogarem qualquer coisa nos vasos sanitários as pessoas precisam pensar que o transtorno nem sempre será só  delas. Ruas inteiras sofrem com entupimentos. O prejuízo é de todo mundo", alertou Teixeira.

Entulho
Até o último trimestre do ano passado, todo o material recolhido pelo Damae na cidade era diretamente entregue a uma empresa de aterramento sanitário. Agora, com o objetivo de conscientizar através do choque, o departamento tem mantido todo o material armazenado em sacos plásticos dentro de um cômodo. Na medida em que o lixo é acumulado, os entulhos são fotografados e divulgados para o público. Em dez meses, mais de 30 quilos de dejetos sólidos foram retirados da rede de esgotos em São João, incluindo material hospitalar. "Há pouco tempo encontramos luvas cirúrgicas, seringas e rolos de faixas no sistema da Rua Barão Itambé, no Centro. Ali existem um hospital, clínicas e laboratórios que lidam com todo tipo de problema médico e geram lixo com alta capacidade de contaminação. Mais do que bloquear o fluxo sanitário, esses entulhos jogados no esgoto expõem o trabalhador do Damae a grandes riscos. Jogar o lixo em local indevido pode ter grandes consequências", frisou o diretor geral do setor de esgotos no Damae. Santos também lembrou a questão financeira. ''Não calculamos ainda os custos totais em cada intervenção do departamento. Mas quando uma simples cabeça de boneca entope o sistema, precisamos de uma retroescavadeira para ter acesso  ao local e pelo menos de três servidores de apoio. Gastamos com mão-de-obra, diesel e maquinário, além de causar certo transtorno na rua em conserto. Tudo isso poderia ser investido em outras questões de saneamento".

Penalidades
Segundo o assessor de comunicação do Damae, Evandro Ferreira, não existem leis municipais que prevejam multas ou outros tipos de punições a quem cause problemas na rede sanitária do município, o que impede um trabalho mais intenso do departamento. "Quando há penalidade as pessoas respondem de maneira mais ativa, evitando a repreensão. Como não há resoluções legais nesse sentido em São João, estamos contando apenas com a boa vontade e a consciência dos contribuintes", comentou Ferreira. 

Papel higiênico
Quem pensa que o papel higiênico se dissolve na agua da descarga está completamente enganado. Jogar esse material no vaso também pode causar transtornos dos grandes na rede de esgotos. "Isso porque esse material se mistura à gordura e vira um verdadeiro amontoado, quase sólido. Nos sistemas sanitários, o papel higiênico se transforma em uma verdadeira bucha atrapalhando o esgotamento de uma vizinhança inteira", avisou o oficial de obras e saneamento Mazurkiewicz Teixeira.

Fonte: Gazeta de SJDR, 20 de Agosto de 2011

Mais informações
Água e esgoto em São João del-Rei
 

Atualize e compartilhe dados, fotos, documentos, ação/projeto cultural . registramos colaboração e créditos 
O conteúdo desse portal pode ser reproduzido, desde que citadas as fontes e os créditos.
Mais informações/imagens, utilize o SISTEMA DE BUSCA de nosso portal
 
Compartilhar Imprimir

ESSE PORTAL É UM PROJETO VOLUNTÁRIO. NÃO PERTENCE À PREFEITURA DE SÃO JOÃO DEL-REI.
Contribua ajudando-nos a atualizar dados, ações, leis, agenda cultural etc. Todos os créditos serão registrados.