São João del Rei Transparente

Publicações

Perigo assombra a BR-265 . Motoristas pedem mais segurança na BR . Gazeta de SJDR

Descrição

Falta de conservação traz prejuízos para condutores. Falta de sinalização e buracos são os vilões

Buracos, falta de sinalização, trechos sem passarela. Esses são apenas alguns dos problemas encontrados pelos motoristas que transitam todos os dias pela BR-265, que liga Lavras a São João del Rei. De janeiro deste ano até agora, foram registrados 89 acidentes e 46 mortes. Para evitar que a situação continue se agravando, os agentes rodoviários das duas cidades já enviaram vários ofícios ao Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (DNIT), responsável pela conservação das rodovias federais. Mas, em greve, os funcionários desse órgão ainda não têm previsão de quando algo será feito para resolver o problema.

Rodovia federal, a BR-265 tem seu quilômetro inicial na cidade de Rio Pomba. O ponto final fica na cidade de Ilicínea. São 916,2 quilômetros de extensão. Boa parte, ainda de acordo com Sargento Machado, da Policia Rodoviária de São João del Rei, já recebeu a implantação da terceira faixa, como nos trechos entre São João e Barbacena. Dois DNITs são responsáveis por essa rodovia: o de Juiz de Fora e o de Oliveira. Esse último, ainda de acordo com Sargento, está incumbido de resolver os problemas do trecho mais caótico da BR-265, que liga Itutinga a Areado, no sul de Minas.

A luta para garantir melhorias nas estradas é antiga. De acordo com a Major Rosangela da 6a Cia. de Meio Ambiente e Transporte de Lavras, desde 2003 a polícia vem requisitando melhorias para a estrada. "Estamos tentando de tudo, o que compete a nós, por meio das solicitações de obras. Mas, na prática, não podemos fazer nada além de fiscalizar, promover blitz e orientar os motoristas sobre os problemas da BR-265", disse. Algumas obras, no entanto, não só não são eficientes para sanar os problemas detectados, como ainda geram novas mazelas para a estrada.

"Já começaram a fazer a duplicação de alguns trechos e pararam. Isso só agravou a situação. Existem degraus nas pistas que não tem acostamento em alguns pontos. Sinalização é ainda muito deficiente", disse a Major.

Na última terça-feira, a Gazeta de São João del Rei checou, de perto, as deficiências da rodovia até Lavras. A BR-265 vem sendo recuperada por uma operação tapa-buracos entre o km 328, próximo ao trevo de Itumirim e o km 247, próximo ao distrito de Rio das Mortes. Apesar dessa pequena obra, em toda a viagem, a equipe de reportagem se deparou com buracos, falta de sinalização e com motoristas como o comerciante Luiz Henrique, 45, da cidade de Luminárias.

Por volta das 11h, Henrique teve dois pneus furados depois de passar por um enorme buraco próximo ao trevo de Madre Deus de Minas. "Pagamos o IPVA dos carros e não temos rodovias para trafegar. Todo ano, novas taxas aparecem. Pagamos isso, aquilo e não temos uma estrada digna", reclamou o comerciante. Entre uma palavra e outra, voltava os olhos para os carros que desviavam do veículo estacionado e quase provoca acidentes na BR.

Quem também sofre com a situação caótica da estrada é uma empresa de transporte situada na região de Lavras. Há 11 anos no ramo, com mais de 120 caminhões rodando todos os dias, a empresa, tem amargado muitos prejuízos com os buracos e as molas quebradas na rodovia.

Segundo o coordenador de manutenção, Donizete Batista de Almeida, 33, de quatro anos para cá, a situação da rodovia não pára de piorar. "Pneus furados, molas quebradas e se não bastasse, ainda existe um grande número de animais nas pistas. A BR-265 está numa situação complicada", se queixa.

Como evitar acidentes na BR-265 *

•Como a situação da estrada não é boa, manter a velocidade máxima de 80km/h é o ideal.

•É uma pista com poucas possibilidades de ultrapassagem, portanto, quando for ultrapassar tenha muita atenção, não se precipite.

•Não existem muitos acostamentos, no entanto, ao ter problemas com o veículo, procure um lugar seguro.

•Com a chegada das chuvas, atenção redobrada com os buracos.

•Ainda sobre os buracos, ao tentar desviar, atenção com o tráfego da pista contrária.

*13a Companhia da Polícia Militar Independente de Meio Ambiente e Trânsito

Fonte: Gazeta de São João del-Rei. 18/10/08


DESPEDIDA DE 2008 FOI VIOLENTA NA BR-265 .  Gazeta de SJDR 10.01.2009

O número de acidentes registrados nas estradas próximas a São João del Rei, durante as festas do Natal e do Revéillon caiu 22,73 % em relação a 2007. Mas, as chuvas e a imprudência dos motoristas tornaram o final de 2008 mais violento do que no ano anterior. De acordo com o sargento Giovanni Emerson de Oliveira, do 3o Pelotão da Polícia Rodoviária de Meio Ambiente e Trânsito, o número de mortes aumentou 66,6 %. A maioria dos desastres aconteceu na BR-265.

A Operação Natalina começou a ser executada do dia 8 de dezembro de 2008 e terminou no dia 4 de janeiro de 2009. Durante a operação foram registrados 34 acidentes ao todo. Pelo menos 29 deixaram feridos, os outros cinco resultaram em óbitos. Em 2007, no mesmo período, foram registrados 44 acidentes . Mas o número de mortes foi menor: três.

Para o sargento, a redução do número de acidentes pode ser creditada a intensificação da ação da polícia que aumentou o número de blitzen. Outra explicação é a adoção da lei seca e do uso de radares que também provocou a queda do número de ocorrências nas rodovias no entorno de São João del Rei.

"Em contrapartida, no entanto, com a melhoria das condições das estradas, muitas pessoas se arriscaram, desrespeitando os limites de velocidade. Em um período chuvoso, isso fez com que os acidentes fossem muito mais violentos. Resultado: o número de mortos cresceu", afirmou.

Perigosa

A BR-265 foi a mais violenta nesse final de ano. De acordo com o sargento, três dos cinco acidentes com mortes foram registrados nessa rodovia, nos quilômetros 239, 248 e 252, entre São João del Rei e Barbacena. "Como a pista foi consertada recentemente e está em boas condições, as pessoas abusam, tendem a correr mais. Só que em pista molhada, devem fazer justamente o contrário. O recomendado é reduzir a velocidade, andar com mais cautela do que o normal", afirmou.

Por outro lado, a mesma BR, entre Lavras e São João del Rei, causa preocupação por causa do grande número de buracos. "Nesse trecho, as pessoas devem ficar atentas ao grande número de buracos. Como a pista não está em boas condições, é fundamental que os condutores redobrem a atenção para evitar novos acidentes", disse.

Fonte: Gazeta de São João del-Rei. 10/01/09

Mais informações
Segurança São João del-Rei e região

Compartilhar Imprimir

ESSE PORTAL É UM PROJETO VOLUNTÁRIO. NÃO PERTENCE À PREFEITURA DE SÃO JOÃO DEL-REI.
Contribua ajudando-nos a atualizar dados, ações, leis, agenda cultural etc. Todos os créditos serão registrados.