Publicações

Artigos / Cartilhas / Livros / Teses e Monografias / Personagens Urbanos / Diversos /

. Presépio da Muxinga . Alzira Agostini Haddad

Presépio da Muxinga . Exposição Permanente Sab/dom e feriado . 14h às 17h
contato: 032 3372 1007 . Praça Prof. José Batista de Souza, nº11/Muxinga (local de origem)
(Taxa simbólica de visitação)

PRESÉPIO DA MUXINGA

História, referência, patrimônio cultural. Retrato da vida e do cotidiano de uma pequena cidade.
Mulheres, homens, crianças, bichos, ornamentos, sons, luzes, movimentos.
Engrenagens, fios, rodas, polias, correias, parafusos, mecanismos.
Identidade e memória. O presépio foi construído, a princípio, para a família em 1929.
Um dia, na época do Natal, o Sr. Jorge Antônio Miguel Yunes, que acompanhava um enterro, olhou para dentro da casa: “Que coisa bonita escondida ali. Pode entrar para ver?” Desde então, mais e mais pessoas foram conhecendo e visitando o local.
A idéia era criar um presépio de papel, mas optou-se pela madeira, onde as figuras da Virgem Maria, de José, de Jesus Cristo, dos Reis Magos, dos animais e demais figurantes se movimentassem. O invento sofreu vários aperfeiçoamentos artísticos e técnicos, e somente em 1975, segundo o Sr. Sebastião (Neném), chegou à forma ideal.
O primeiro mecanismo utilizado para gerar a animação foi inspirado pelo funcionamento do relógio da Matriz de N.S. do Pilar: dava-se corda a um peso de ferro de doze quilos, colocado a cinco metros de altura  (em cima do telhado), que demorava cerca de dez minutos para descer, enquanto ia movendo o presépio. Em 1935 adotou-se o motor elétrico de 0,25 hp. O farmacêutico Desidério Rodarte doou alguns bonecos de madeira de seu próprio presépio, enriquecendo ainda mais o sentido e a beleza da criação dos irmãos Teixeira. Os movimentos das figuras envolvem inúmeras linhas enceradas, interligadas, que correm em pequenas rodas logo que se aciona o motor.
Pais, filhos, amigos e visitantes reverenciam a simplicidade, a persistência e o esforço do menino Sebastião Teixeira de Assunção que, aos 14 anos, construiu o presépio junto com o irmão Ivo Teixeira Filho - ajudados, mais tarde, por outros irmãos: José, Geraldo, Antônio Benedito e Benjamim. Inspirado nos modelos exibidos nas revistas juvenis “Tico Tico”, dos anos vinte, os irmãos resolveram investir em uma representação que “expressasse o  sentido de presépio idealizado por São Francisco de Assis”.
Durante todo o ano o presépio era  preparado para o Natal.
Vínculos, lembranças, surpresas, encanto. Trabalho, muito trabalho.
Moeda na caixinha; portas se abrindo, sinos repicando, luzes se acendendo, anjos celebrando. Essas doações ajudaram algumas entidades e colaboraram com a manutenção do presépio. O Sr. Sebastião, que trabalhou na antiga Tipografia Assis e era mecânico como os irmãos, tinha uma coleção de moedas antigas e de histórias.
Em dezembro de 2001, no concurso  “Natal de Luz nas Gerais – Presépios de Minas”, realizado pela CEMIG, ganhou o 2º lugar e brilhou mais uma vez, representando São João del-Rei.
A gente olha o presépio e vê a nossa infância na Muxinga, onde até hoje, mora a família. Entrávamos pela frente e saíamos pelos fundos da casa em uma fila eternamente comprida. O Presépio da Muxinga já foi exposto na então Avenida Rui Barbosa, atual Avenida Presidente Tancredo Neves, no Salão Nobre da Prefeitura Municipal, em frente ao Teatro Municipal, no Centro Cultural e Social do 11o BI Mth, na ACI del-Rei, no Largo de São Francisco e no Museu Municipal Tomé Portes del-Rei, casa de Bárbara Eliodora. Foi diversas vezes admirado junto a outros presépios artesanais, inspiração do projeto "Muxinga, oficina de presépios", uma parceria Atitude Cultural, RDM-Rio Doce Manganês, Escola Estadual Idalina Horta Galvão e Sr. Sebastião Teixeira d'Assunção.
O Sr. Sebastião nos deixou com mais de 90 anos e lutou por toda a vida para assegurar a presença do seu presépio no Natal de São João del-Rei.  Lamentava que não havia uma política mais consistente que pudesse protegê-lo e acomodá-lo definitivamente em seu lugar de origem, na Muxinga, pois os deslocamentos danificava todo o seu mecanismo, além de deixá-lo vulnerável a diversos riscos. 
Ele contou sempre com a ajuda de familiares, principalmente da sobrinha Viviane Maria Padilha Teixeira, sua assistente fiel. No dia 22/10/04, o Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Cultural de São João del-Rei aprovou o projeto de tombamento deste importante acervo. O projeto completo de restauração do Presépio e do casarão com sala de exposições, sala para as oficinas de presépio, jardim etc já foi elaborado e aguarda a oportunidade de saír do papel.
Em dezembro de 2011 o Presépio da Muxinga volta a encantar a cidade de São João del-Rei, agora com um projeto de exposição permanente: sábados, domingos e feriados, de 14 'as 17 horas - o que é melhor - no seu local de origem, na Praça Prof. José Batista de Souza 11.
A reabilitação do Presépio e da sala onde ele está exposto, foi um empreendimento do empresário José Imbroisi/Conecta, que se dedicou com sua equipe por alguns meses a - pacientemente - limpar, pintar e reviver este precioso legado.
A família comemora e participa ativamente de todas as providências necessárias para a disponibilização do Presépio para a comunidade e visitantes permanentemente e conta com diversos apoios, entre eles, o da Atitude Cultural.
Precisamos proteger tessouros como este. Também o nosso casario histórico, as nossas atividades e manifestações culturais, nosso modo de ser, de fazer, as formas de nos relacionarmos com o lugar, as pessoas, o ofício, o lazer, o sagrado.
Estas dimensões da vida que enobrecem a nossa existência, a nossa identidade.

Figuras que compõem o presépio:

  1. 02 moinhos de vento
  2. 01 monjolo
  3. 01 rachador de lenha
  4. 01 negra caximbeira
  5. 01 roda com elefantes
  6. 02 galos de briga
  7. 01 boneco na barra
  8. 01 boneco na gangorra
  9. 02 ferradores
  10. 01 Papai Noel balançando o bebê na gangorra
  11. 01 ferreiro com bigorna
  12. 01 homem com uma garrafa na mesa
  13. 01 tartaruga com patinhos ao redor
  14. 02 mulheres socadeiras
  15. 01 negra com porrete
  16. 01 mulher socando tempero
  17. 01 passadeira de roupa
  18. 01 lavadeira
  19. 01 espanadeira
  20. 02 macacos tocando tarol
  21. 01 pescador
  22. 01 marceneiro
  23. 02 homens serradores
  24. 01 cachorro abrindo a boca
  25. 02 burrinhos mexendo a cabeça
  26. 01 elevador com 01 moinho, tendo um cawboy
  27. 01 gatinho com um passarinho
  28. 01 fita de bichos
  29. 01 fita com carroças, demonstração de carneiros
  30. 01 fita com bebês e cachorrinhos
  31. 01 passarinho tocando um patinho do ninho
  32. 34 bichinhos : cavalos, vacas, elefantes, camelos, burros, galos, patos
01 igreja com duas torres, duas janelas, dois anjos. Dentro da igreja; um berço balançando a imagem do Menino Jesus, Nossa Senhora, São José, os três Reis Magos, três pastores, um anjo embalando o Turíbulo, um passarinho tratando dos filhotes, um homem com copo na mesa.

Parte deste artigo foram publicados na Gazeta de São João del-Rei em dezembro de 2004 e integra o relatório para Tombamento do Presépio da Muxinga pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Cultural de São João del-Rei, elaborado por Alzira Agostini Haddad

Mais informações
Presépio da Muxinga . cadastro completo dados e fotos
Exposição de fotos antigas e contemporâneas do “Presépio da Muxinga”
Dados . Muxinga . Oficina de Presépios
Imagens. Muxinga, oficina de presépios
Presépio da Muxinga é reabilitado . Carol Argamim Gouvêa
Fim de ano e Férias Cultural 2011/Presépio da Muxinga . São João del-Rei
Fim de ano e Férias Cultural 2006/Presépio da Muxinga . São João del-Rei
Fim de ano e Férias Cultural 2002/Presépio da Muxinga . São João del-Rei
Exposições Atitude Cultural: Ser nobre é ter identidade . Galerias Virtuais
Exposições Ser nobre é ter identidade/Imagens . Atitude Cultural


O conteúdo desse portal pode ser reproduzido, desde que citadas as fontes e os créditos.

www.saojoaodelreitransparente.com.br . Projeto, pesquisa, organização e concepção: Alzira Agostini Haddad . Todos os direitos reservados