São João del Rei Transparente

Publicações

Marcos Mazzoni . Alzira Agostini Haddad

Descrição

Os sinos de São João del-Rei esta semana tocaram especialmente por Marcos Mazzoni.
Os mesmos sinos que faziam parte de sua vida, da sua identidade.
Os sinos, São João del-Rei - estavam sempre presentes em cada obra sua, cada gesto, nas conversas sem fim sobre a terra que ele tanto amava.
Todo o tempo tentando entender o que estava acontecendo com sua cidade, preocupado com as mudanças: “falta planejamento, cuidado, atenção, respeito”...
Quem visitou sua exposição no Museu Regional “Figuras de São João del-Rei” se encantou com o Zé do Pirulito, o Guarda Noé, Cachangá - motorista do primeiro ônibus de SJDR(o Grizzú), o Fogueteiro, o Zé da Igrejinha entre outros e conheceu muitas histórias.
Tão barroco em cada detalhe de sua famosa e original casa em Belo Horizonte, tão cheio de idéias e ideais.
Incrustava São João del-Rei em todos os cantos.
Percebia, registrava. Ângulos, perspectivas, som e luz.
Visceral, praticava Minas cada minuto de sua vida. Orgulhoso.
Argila, madeira, pedra, pincéis, palavras, plantas, vidro... se servia do mundo e o transformava.
Artista; esculpiu a vida. Rebelde; fugiu de destino traçado e se debandou para o curso de Belas Artes.
Satírico; brincava com as formas e os conceitos.
Obreiro; imprimia em tudo a dignidade que Deus tenta explicar o tempo todo.
Amigo; um aliado.
Visionário.
Humano como se deve ser.

A Deus.

Fonte: Gazeta de São João del-Rei

Compartilhar Imprimir

ESSE PORTAL É UM PROJETO VOLUNTÁRIO. NÃO PERTENCE À PREFEITURA DE SÃO JOÃO DEL-REI.
Contribua ajudando-nos a atualizar dados, ações, leis, agenda cultural etc. Todos os créditos serão registrados.