São João del Rei Transparente

Publicações

Terra da música, do sagrado ao profano . Cristiane Nascimento, Márcia Pitança e Sílvia Cristina dos Reis

Descrição

São João del-Rei é famosa por sua tradição-musical, principalmente em relação às suas orquestras e bandas. Exemplo disso são as centenárias Orquestra Ribeiro Bastos e Lira São-joanense e a Sociedade de Concertos Sinfônicos. Diversas bandas de música também marcaram época na cidade, especialmente a Banda de Regimento de Infantaria Tiradentes e as Bandas Santa. Cecília, Municipal e Teodoro de Faria. Não esquecendo do Conservatório Padre José Maria Xavier, de grande importância para nossa cidade. Mas a população são-joanense em geral não vivência - e hão tem acesso a essa cultura, esse conhecimento fica limitado praticamente aos moradores do centro histórico da cidade: Talvez o que falte é um pouco de informação a respeito dessa riqueza de nossa terra, e é isso que esperamos proporcionar a você, caro leitor.

Com mais de cem anos de existência, a Banda Teodoro Faria é a mais tradicional da cidade. Surgiu em 1902 a partir de uma ruptura entre músicos da O.R.B., quando parte deles acompanhou o mestre Teodoro de Faria e fundou nova corporação musical. Seu arquivo musical reúne importantes manuscritos dos séculos XVIII e XIX. Tem como preocupação a formação de novos músicos, já que muitos de seus integrantes acabam por fazer carreira como músicos militares. Por isso, desde 1917 a banda mantém uma escola de música gratuita. Há mais de um século assegura a parte musical das procissões realizadas pelas irmandades, confrarias e ordens terceiras de São João dei Rei, e participa também das festas populares da cidade. Sua sede localiza-se na Rua Santo Antônio, 289-Centro.

A Orquestra Lira São-joanense nasceu do grupo musical que assumiu compromisso com a Irmandade de Nossa Senhora do Rosário em 1776. Para as procissões e festas profanas, a Lira contava com uma banda de música, que não existe mais. Hoje a corporação passou a se dedicar somente à música sacra tocada nas igrejas. Segundo uma pesquisa da UNESCO, a Lira São-­joanease é a orquestra mais antiga das Américas em atividade. E, de acordo com Aluísio \/iegas, responsável pelo arquivo da Lira “em São João dei Rei, a população em geral valoriza a música sacra, quem não valoriza é o poder público". O acervo da orquestra é muito grande e há um projeto para que esse material seja catalogado. Não há calendário fixo para os ensaios que são abertos à população. A sua sede encontra-se na rua Santo Antônio, 45- Centro.

A sociedade de Consertos Sinfônicos, fundada em 26 de janeiro de 1930, é a principal responsável pela difusão da música profana da cidade. As finalidades da Sociedade dizem respeito basicamente à difusão e ao aprimoramento da arte musical, sendo que todos os seus componentes são amadores a nada recebem pelas suas atividades; consideram-se assim “um protótipo das organizações amadoras de São João del-Rei, onde são esquecidas as vaidades pessoais e cultuando apenas o amor à música e a própria sociedade. Sua atual sede está localizada no Largo do Carmo, 75.

A Orquestra Ribeiro Bastos foi fundada no século XVIII, em 1754, e mantém a maioria de seus compromissos tradicionais com a Ordem Terceira de São Francisco de Assis, onde são realizadas missas às quintas e sextas feiras, e também aos domingos na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Pilar. A Orquestra possui importante coleção de manuscritos musicais, constituída principalmente de obras destinas às celebrações religiosas de sua responsabilidade, como inúmeras partituras de músicas de salão do final de século XIX e início do XX, quando muitos de seus músicos tocavam para o cinema mudo, e composta por mais ou menos 80 músicos, sendo que 80% têm menos de 20 anos. Os músicos têm buscado se profissionalizar, rompendo com o amadorismo. Muitos deles fazem parte do conservatório e os que não fazem são encaminhados para isso. Os ensaios gerais da Orquestra acontecem aos sábados às 14:30h na rua Santo Antônio, 54 e são abertos ao público. Há também, no local, um acervo aberto à visitação.  

O Conservatório Estadual de música Padre José Maria Xavier foi criado em 1951, pelo então governador de Minas Gerais Juscelino Kubitschek. Recebeu o nome de um grande compositor sacro, expoente maior da música do século XIX e músico da Lira São-joanense. Considerado um verdadeiro reformador do repertório religioso local, algumas de suas obras substituíram obras setecentistas destinadas às mesmas solenidades. O Conservatório oferece cursos de formação artístico musical, canto, violão, violino, flauta e conjuntos instrumentais formados por seus alunos, além de oficinas livres. O melhor de tudo, é fazer parte da rede de escolas estaduais, sendo acessível à toda população. As matrículas já estão abertas, de 11 a 20 de dezembro, sendo necessário pegar uma ficha de cadastro na secretaria da escola.

O conservatório está localizado na Rua Padre José Maria Xavier, 164-Centro.


Cristiane Nascimento, Márcia Pitança e Sílvia Cristina dos Reis

Revista Com a Palavra

Dez/jan/fev 2008

Compartilhar Imprimir

ESSE PORTAL É UM PROJETO VOLUNTÁRIO. NÃO PERTENCE À PREFEITURA DE SÃO JOÃO DEL-REI.
Contribua ajudando-nos a atualizar dados, ações, leis, agenda cultural etc. Todos os créditos serão registrados.