Melhores Práticas - Ação

1. Cultura e Artistas de São João del-Rei e região

Paralelepípedos da Rua Maria Tereza irão voltar

Texto

Iphan vai notificar prefeitura para preservar patrimônio

A Rua Maria Tereza, no Centro, deve ter seus paralelepípedos de volta em breve. E sem estarem cobertos por asfalto. Isso porque, segundo o diretor do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional' (Iphan) em São João dei-Rei, Mauro Antônio Ferrari Felisberto, a prefeitura municipal será notificada para devolver as pedras de pavimentação a seu local de origem. "A rua está no entorno do complexo ferroviário que é tombado. Então as normas ele preservação são as mesmas e devem ser cumpridas. Na década de 90, a prefeitura aplicou asfalto no local, por cima dos paralelepípedos. Recentemente, tanto o asfalto quanto as pedras. foram retirados e substituídos por pavimentação nova. Quando os paralelepípedos ainda estavam lá, era possível recuperar o local. Tirando-os, o dano se tomou irreparável", comentou. Felisberto ainda disse que a opção de asfaltamento não existe mais. "Quando essa última obra foi realizada, o processo foi muito rápido, durou apenas um dia. Só ficamos abendo de tudo depois do ocorrido. Caso contrário, teríamos embargado a pavimentação inteira", comentou. O diretor do Iphan ainda lembrou que é preciso autorização para intervenções no Centro Histórico. "Qualquer obra executada na área tombada ou de entorno só pode acontecer mediante aprovação prévia do instituto". O órgão está autorizado a aplicar multas quando acontecem danos ao patrimônio, mas por questões técnicas ainda não consegue fazê-lo. "Acredito que até o final de outubro será possível gerar os boletos das multas", disse Felisberto.
O prefeito Nivaldo de Andrade (PMDB) afirmou, em entrevista à Gazeta na última quinta-feira, 18, que não havia sido informado sobre a decisão do Iphan, mas recorreria à Justiça. "Não voltaremos atrás na obra. Mais de metade da rua já estava sem paralelepípedos", disse.

Outras polêmicas
Dentre os problemas envolvendo o patrimônio, Felisberto citou o asfaltamento da Rua Santo Antônio, que ocorreu no mandato anterior ao do atual prefeito, e uma construção irregular ao lado do cemitério da Igreja das Mercês. "Em São João percebemos vários casos de ações individuais de moradores", comentou.
Outra questão em relação ao Centro Histórico é a falta de fiscalização do tráfego de veículos pesados. "Existe a sinalização indicando o que pode ou não ser feito, onde os veículos podem transitar. indicando o que pode ou não ser feito, onde os veículos podem transitar. No entanto, não há fiscalização”, explicou o diretor do Iphan.
Ao ser questionado sobre esses problemas no início da semana, o prefeito municipal Nivaldo de Andrade (PMDB) afirmou que irá intensificar a fiscalização e autuar infratores. Sobre a criação da guarda municipal para organizar o estacionamento de veículos próximo a lugares históricos, o prefeito informou que pretende criá-la até o início de 2012.

Fonte: Gazeta de SJDR, 20 de Agosto de 2011

 

www.saojoaodelreitransparente.com.br . Projeto e coordenação: Alzira Agostini Haddad . Todos os direitos reservados