São João del-Rei | Tiradentes | Ouro Preto
Transparentes

ser nobre é ter identidade

Melhores Práticas

Governo de Minas faz aliança com a sociedade para combate à droga

Descrição

Programa terá ações de acolhimento ao dependente, orientação à família e repressão ao tráfico

O governador Antonio Anastasia lança, nesta terça-feira (02/08), o programa Aliança pela Vida, parceria do Governo de Minas com entidades da sociedade civil para enfrentar um dos mais graves flagelos da vida contemporânea: a luta contra as drogas.
A proposta da Aliança pela Vida é o trabalho competente, criativo e parceiro para assegurar que a vida vai prevalecer sobre as drogas. Para alcançar essa meta, serão ampliadas ações já existentes e implantado novo conjunto de medidas de enfrentamento aos problemas relacionados ao consumo e abuso de álcool e outras drogas, sobretudo o crack.
As ações serão voltadas ao atendimento de usuários, dependentes de drogas e seus familiares, e à capacitação de profissionais de saúde, da área de assistência social e do sistema de defesa.  O programa vai também atuar na repressão ao tráfico de drogas.
A Aliança pela Vida é um dos resultados do decreto assinado pelo governador em fevereiro deste ano, determinando a aplicação de até 1% do orçamento de órgãos e secretarias do Estado que desenvolvam programas sociais a projetos de prevenção e combate às drogas. Apenas para este ano, estão previstos investimentos da ordem de R$ 70 milhões. Numa primeira etapa, os recursos serão destinados a cinco ações principais:

Rua Livre – Locais de consumo e de venda de drogas serão ocupados com atividades culturais, esportivas e de lazer. A proposta é chegar às ruas, praças e outros espaços públicos antes das drogas.
Paralelamente, serão desenvolvidas outras ações integradas e simultâneas para inibir o uso de drogas nesses locais. Uma delas é o acolhimento ao usuário, a ser feito no próprio local por uma unidade móvel, que contará com profissionais qualificados e ajuda de ex-usuário de drogas, capacitado pelo Governo de Minas para integrar a equipe. Esses profissionais vão orientar, alimentar e fazer o encaminhamento ao serviço adequado. Também buscarão referências familiares da pessoa acolhida para dar mais eficiência ao atendimento.
A unidade móvel estará em contato permanente com a Polícia Militar, que poderá ser acionada a qualquer momento para a repressão ao tráfico.   
Serão ainda feitas intervenções urbanas para melhorar a limpeza e iluminação desses locais.

Canal Minas Saúde – O Canal Saúde, do Governo de Minas - uma das maiores redes de TV corporativa do país, formada por 12 mil pontos de recepção em escolas, postos de saúde, Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) e presídios -  também integrará a Aliança pela Vida. Por meio do Canal Saúde serão capacitados 150 mil profissionais do Estado e dos municípios nas áreas de saúde, educação, assistência social e sistema de defesa para atuar nas ações de prevenção e combate à droga. O curso a distância, de 80 horas, terá início na última semana de agosto.

Mobilização Social – Será lançado nesta quarta-feira (03/08), edital para seleção de 100 projetos de entidades sociais parceiras em todo o Estado. Elas receberão recursos de até R$ 70 mil do Governo de Minas para desenvolver ações de mobilização social voltadas para a prevenção e o combate às drogas. Serão selecionados os projetos mais inovadores dirigidos para a área da educação: juventude que queira abandonar o tráfico, para profissionais do sexo, para as famílias dentre outros.

Socorro Familiar - Equipes formadas por psicólogo e assistente social atenderão familiares de usuários de drogas em casa. A proposta é fazer o primeiro acolhimento, orientar e, quando necessário, encaminhar membros da família ou o próprio usuário para assistência em serviços especializados. Será dada prioridade para casos de internação encaminhados pela Justiça.

Ligue Minas 155 / SOS Drogas – Vinte atendentes foram qualificadas para dar atendimento mais eficaz a quem procura o SOS Drogas. Quem discar o número 155 terá informação sobre a localização e o acesso a serviços de assistência ao dependente químico. Para casos de urgência, as atendentes terão suporte de equipe especializada do SOS Drogas, formada por psicólogo e assistente social, que orientarão de acordo com a necessidade de cada caso.

Além do SOS Drogas, o governo mineiro mantém o Centro de Referência Estadual em Álcool e Drogas (Cread), localizado na Praça 7, em Belo Horizonte. O Centro presta atendimento presencial a pessoas com dependência e apóia as suas famílias.
Minas Gerais conta também com a Rede Complementar de Suporte Social na Atenção ao Dependente Químico, formado por entidades terapêuticas conveniadas, que disponibilizam quatro mil vagas em diversas modalidades: ambulatorial, permanência dia, internação, abrigo temporário, entre outras. O Estado conta ainda com a parceria técnica de grupos de mútua ajuda, que atendem e dão suporte à família do dependente químico.

Informações: Coordenador da Agenda Intersetorial de Combate às Drogas, Marcelo Garcia – (31) 9658.5842.

***

Aliança com a sociedade para combate à droga
Programa terá ações de acolhimento ao dependente, orientação à família e repressão ao tráfico
O governador Antonio Anastasia lançou, nesta terça-feira (02/08), o programa Aliança pela Vida, uma parceria do Governo de Minas com entidades da sociedade civil para fortalecer a luta contra as drogas. Por meio de um trabalho competente, criativo e parceiro, o programa busca assegurar a prevalência da vida sobre essas substâncias tóxicas. Para isso, serão ampliadas as ações e implantadas medidas de enfrentamento aos problemas relacionados ao consumo e abuso de álcool e outras drogas, sobretudo o crack. Durante o lançamento, na Cidade Administrativa, o governador destacou que o combate às drogas é uma das prioridades de todo o seu Governo e não de uma ou outra secretária.
“Todas as áreas do Governo, sem exceção, estão agora sob meu acompanhamento direto, vinculadas a esse tema. O governador do Estado, cumprindo o compromisso assumido no ano passado, fará desse tema uma das bandeiras fundamentais de nosso mandato, de tal modo que possamos, ao final desses quatro anos, dizer de maneira orgulhosa que avançamos. Não crio ilusão que vamos reverter, evidentemente, o problema. Mas é fundamental que tenhamos melhorias, que as pessoas não se sintam sós, que sejam informadas e alertadas, que as famílias tenham acesso à informação, que tenham a possibilidade de levar aquele familiar dependente a um tratamento, quer de saúde, quer eventualmente, em alguns casos, uma internação”, disse Anastasia em seu pronunciamento.
As ações do programa serão voltadas ao atendimento de usuários, dependentes de drogas e seus familiares, e à capacitação de profissionais de saúde, da área de assistência social e do sistema de defesa, atuando também na repressão ao tráfico de drogas. A Aliança pela Vida é um dos resultados do decreto baixado pelo governador em fevereiro deste ano, determinando a aplicação de até 1% do orçamento de órgãos e secretarias do Estado que desenvolvam programas sociais a projetos de prevenção e combate às drogas. Apenas para 2011, estão previstos investimentos da ordem de R$ 70 milhões.
“Esse não é só um tema de segurança pública nem só saúde. Os efeitos na rede pública de saúde e na saúde da própria pessoa são gravíssimos. Também não é só educação, por perdemos alunos, que abandonam os cursos e colocam em risco o futuro dos nossos jovens. Não é só a questão da inclusão social, não é só a questão do trabalho, aqueles que perdem o emprego. Poderia citar aqui inúmeros exemplos de como, na realidade, todas as políticas públicas de Governo estão entrelaçadas na questão das drogas e, portanto, é dever fundamental de todo governo fazer o combate efetivo a esse tema”, afirmou o governador.

Superação
A coordenadora da Pastoral da Sobriedade, Ana Martins Godoy Pimenta, mãe de dois ex-dependentes químicos, falou sobre sua luta para tirar os filhos do mundo das drogas. Entre detenções e internações para tratamentos, durante a adolescência dos jovens, Ana Martins conseguiu colaborar para a efetiva recuperação. Para ela, o segredo está no apoio da família e do governo, com medidas como a Aliança pela Vida.
“Um se formou em Veterinária e o outro em Educação Física. Quis Deus que, após 30 dias de formado, um deles, já empregado como médico veterinário, falecesse em um acidente de carro. Mas entreguei a Deus um médico veterinário. E o outro hoje, casado, trabalha como voluntário em clínicas e tem uma academia. Acho que todas as mães, todos os pais, quando a droga chega na casa deles acabam tendo um momento de reflexão sobre o que poderiam ter feito melhor”, declarou.
O músico José Geraldo Castro Moreira, conhecido como Vermelho, da banda 14 Bis, relatou o drama vivido em função do abuso de álcool, que a maioria das pessoas acredita que não encontrará problemas. Atualmente reconhece que o bem mais precioso da vida é a sua liberdade e que somente sem as drogas conquistamos a paz interior.
“O sonho de todo alcoólatra é poder beber socialmente. Isso é impossível, não existe, falo de experiência própria. Já me internei várias vezes em hospitais e já fiquei anos sem usar nada. Não tenho pudor em falar isso porque sou uma pessoa conhecida. Vou falar isso porque acho que posso ajudar as pessoas nesse sentido”, disse.

Aliança pela Vida
Na primeira etapa, os recursos serão destinados a cinco ações principais, que tiveram as implementações autorizadas pelo governador nesta terça-feira (02/08). A “Rua Livre de Drogas” transformará locais de consumo e de venda de drogas ambientes propícios a atividades culturais, esportivas e de lazer, inibindo o uso de drogas nesses locais.
O “SOS Drogas” terá 20 atendentes qualificadas atender de maneira mais eficaz a quem procura o serviço, por meio do telefone 155. As “Equipes de Socorro Familiar”, formadas por psicólogo e assistente social, atenderão familiares de usuários de drogas em casa.
Õ “Prevenção em Pauta” vai utilizar a estrutura do Canal Minas Saúde, do Governo de Minas, uma das maiores redes de educação a distância do país. Atualmente com quatro mil pontos de recepção, a rede  será ampliada para 15 mil pontos instalados também em escolas estaduais, Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) e presídios.
Anastasia também autorizou medidas para viabilizar a ampliação dos “Centros de Atenção Psicosocial (CAPs)”, com instalação de 20 novas unidades. Atualmente, são 156 em atividade no Estado, destinados a acolher pessoas com transtornos mentais e estimulando a sua integração social e familiar. Os novos CAPs atenderão especificamente dependentes de álcool e outras drogas.
Foi assinado também Edital Público de chamamento para seleção de cem projetos de entidades sociais parceiras em todo o Estado. Para promover a “Mobilização Social”, elas receberão recursos de até R$ 70 mil do Governo de Minas para desenvolver ações de mobilização social voltadas para a prevenção e o combate às drogas. Serão selecionados os projetos mais inovadores dirigidos para a área da educação, juventude que queira abandonar o tráfico, para profissionais do sexo, para as famílias dentre outros.

Fonte: Agência Minas

Lançamento do Programa Aliança pela Vida . Combate às Drogas
Sociade contra as drogas . Movimento Força Jovem
Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas
Semana Estadual de Prevenção ao Uso de Drogas
Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência . Proerd

Cadastre lideranças engajadas, sua ação sociocultural, seu projeto, produto, entidade, pesquisa, agenda cultural etc - contribua, complemente, ajude a atualizar, curta e compartilhe!

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Instagram Imprimir

ESSE PORTAL É UM PROJETO VOLUNTÁRIO. NÃO PERTENCE À PREFEITURA MUNICIPAL | CADASTRE GRATUITAMENTE A SUA AÇÃO SÓCIOCULTURAL