Melhores Práticas - Ação

1. Cultura e Artistas de São João del-Rei e região

Fundo Estadual de Cultura em São João del-Rei e região

Texto

Mais de 20 projetos da região do Campo das Vertentes foram contemplados pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura. Ao todo, as propostas somam investimentos de R$5.272.280 que irão abranger os municípios de Entre Rios de Minas, São Brás do Suaçuí, São João del-Rei e Tiradentes.
São João foi a cidade que conseguiu o maior número de iniciativas aprovadas, um total de 11, seguida de oito de Tiradentes,uma para Entre Rios e outra para São Brás. Porém, apesar da aprovação, os empreendedores agora entram na fase mais complexa para a possibilidade de concretização de seus projetos, o da captação de recurso junto às empresas.
Um dos projetos é o Terra dos Biscoitos Falantes de Mariana Sibele Fernandes. Para o projeto, vinculado a São  João, foi aprovado R$115.335. A iniciativa consiste na realização de um média metragem de 35 minutos, cujo tema abordará as tradições orais que envolvem a culinária artesanal dos biscoitos de São Tiago; cantigas, confecção de fornos de barro, causos e tropeiros serão apresentados em uma narrativa lúdica e poética, segundo email encaminhado à Gazeta pela autora.
O Inverno Cultural da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ); o Festival de Jazz em Tiradentes; o revigoramento de grupos de folia e congado na região; a Ferrovia Oeste de Minas; o Museu da Liturgia; e Festival de Gastronomia de Tiradentes; são outros exemplos de projetos que a partir de agora buscam empresas apoiadoras das ideias propostas.

Captação
A fase de captação é a mais dificultosa segundo alguns empreendedores como Thiago de Andrade Morandi. “Quem não tem contatos com empresas que apoiam essas inciativas, como é o meu caso, é complicado conseguir patrocínio. Mas estou conversando com as pessoas para conseguir os recursos para implantar o projeto proposto, apesar da dificuldade acho que vou conseguir o recurso que necessito”, afirmou.
Ciente dessa situação, o Circuito Trilha dos Inconfidentes irá realizar um seminário no próximo dia 19, com local ainda a ser definido, para dar um suporte aos contemplados. “Pretendemos fazer uma oficina e convocar essas pessoas e as entidades ligadas à cultura para estudarmos a melhor forma de buscar esses recursos para a região. Com essa quantidade de projetos aprovados vamos profissionalizar essa captação”, disse o gestor do Circuito, Marcus Vinicius da Costa Januário.
Januário também destacou que esse encontro será uma forma de intermediar a aproximação entre os empresários e os autores dos projetos. “Vamos convocar os secretários de Cultura da região dia 19 para se envolverem nessa captação. Se essas inciativas conseguirem recursos para serem viabilizadas irão injetar mais de R$5 milhões na economia local das Vertentes. O ICMS Turístico também será pauta na reunião”, afirmou.
Projeto Arte por toda parte desenvolvido pela Cia. Teatral ManiCômicos também foi contemplado pela lei

União
O gestor da Trilha ainda informou que nesse mês uma outra novidade trará muitos benefícios para os municípios que integram o circuito. “Fechamos uma parceria com o Núcleo de Interiorização da Cultura, representante direto da Secretaria de Estado de Cultura, que será assinada nas próximas semanas. O núcleo passará a funcionar na sede da Trilha. Turismo e Cultura estarão no mesmo espaço e essa união representará a possibilidade de realização de mais cursos e maior suporte aos municípios que representamos”, finalizou Januário.

***

Governo de Minas Gerais libera R$412 mil para a cultura

O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, irá liberar para dois municípios da região do Campo das Vertentes R$412 mil. A informação foi apresentada na quarta-feira, 21 de novembro, quando a Superintendência de Fomento e Incentivo à Cultura divulgou a relação de projetos artísticos-culturais contemplados por edital do Fundo Estadual de Cultura (FEC).
Espaço Cultural ManiCômicos sempre foi palco de espetáculos que atrai grande público - Foto: DivulgaçãoEspaço Cultural ManiCômicos sempre foi palco de espetáculos que atrai grande público – Foto: Divulgação

A cidade de São João del-Rei foi contemplada na modalidade Liberação de Recursos Não Reembolsáveis com quatro projetos. Resende Costa também teve uma proposta aceita na mesma categoria.
Dos 436 projetos inscritos, foram aprovados 126 na modalidade Liberação de Recursos Não Reembolsáveis e quatro recomendados na Financiamento Reembolsável. Do total de aprovados, 103 são oriundos do interior. De Belo Horizonte, foram 23 projetos artístico-culturais considerando a modalidade Não Reembolsável. Já na categoria Financiamento Reembolsável, foram três de Belo Horizonte e um do interior. Ao todo, a secretaria investirá quase R$10 milhões nas propostas aprovadas.

O Fundo
Criado em 2006 pela Lei Estadual nº 19.975, o FEC já disponibilizou mais de R$75 milhões para financiamentos e patrocínios de projetos artístico-culturais, aprovando 575 propostas de 227 cidades mineiras. Seu objetivo é o repasse de recursos para iniciativas culturais que tradicionalmente encontram dificuldade na captação de recursos no mercado.
Na modalidade de Liberação de Recursos Não Reembolsáveis, o valor é repassado diretamente à entidade proponente do projeto por meio de patrocínio, não havendo necessidade de devolvê-lo ao Poder Público.
Podem inscrever entidades públicas ou de direito privado sem fins lucrativos.
Já na área de Financiamento Reembolsável, a entidade receberá os recursos por meio de financiamento do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), sendo que o valor recebido deverá ser restituído de acordo com as regras e juros estabelecidos pela instituição. Nessa modalidade podem participar entidades de direito privado, com ou sem fins lucrativos.

Tabela de valores aprovados

Fonte: Gazeta de São João del-Rei . 01/12/2012

 

www.saojoaodelreitransparente.com.br . Projeto e coordenação: Alzira Agostini Haddad . Todos os direitos reservados