Melhores Práticas - Ação

1. Responsabilidade Sócio-cultural São João del-Rei e região

Adoção em São João del-Rei

Texto
Grupo realiza palestra sobre os conceitos de família

Se pensarmos de um modo pessoal, pode ficar fácil colocar um significado em família, mas e de um modo geral, o que essa palavra quer dizer realmente?! No dicionário, família é um substantivo feminino, de origem latina que significa conjunto de ascendentes,ou seja, pessoas do mesmo sangue, que vivem ou não em comum. Para a biologia, consiste na divisão principal de uma ordem, constituída de um ou mais gêneros vegetais ou animais e em que todos os organismos, que a ele pertencem, se ligam por caracteres comuns. Em uma definição social, a família é a unidade básica da sociedade, formada por indivíduos com ancestrais em comum ou ligados por laços afetivos. E na música do grupo Titãs, família é “papai, mamãe e titia, almoça junto todo dia e nunca perde essa mania.”
Mas afinal, o que caracteriza uma família de verdade?! Para o grupo Maria Fumaça de São João del-Rei família pode ser várias coisas, ter várias formas, independente de laços de sangue, o importante é que o amor una as pessoas e proporcione uma convivência feliz. E é sobre um dos assuntos mais polêmicos e complicados sobre família que as reuniões mensais que o grupo realiza desde o ano passado se tratam, a adoção. Os encontros são abertos à população e, hoje, 23, às 14h, na sala 2.22 no campus Santo Antônio da Universidade Federal de São João del-Rei, o assunto entrará em pauta mais uma vez, dando oportunidade para os pais que desejam adotar uma criança, para os que já adotaram, e mesmo para os simpatizantes da prática, conhecerem um pouco mais sobre isso e aprenderem sobre os Limites e Superproteção aos filhos adotivos, através da palestra da psicóloga, Isaura Portela.
A reunião e a palestra, desta vez, terão como tema específico a criação dos filhos. Fátima Gorgulho, uma das fundadoras do grupo Maria Fumaça diz que “muitas vezes os pais querem suprir o que a criança adotada possa ter perdido antes de ter uma família. E esse não é um problema só de pais adotivos, superproteção é tendência de pai e mãe mesmo. Mas como nosso foco são as famílias com filhos adotivos, notamos que essa é uma questão em que muitos pais encontram dificuldades. Como colocar limites nos filhos, sem privar a criança de mais nada.”
Fátima ainda disse que a intenção do grupo, além de orientar, é aproximar pessoas para que elas possam compartilhar suas experiências e mesmo se ajudar. A professora contou que em uma das reuniões, “um dos casais que estava participando, em uma conversa informal com um outro, descobriu que havia possibilidade de adoção em outra cidade, onde a disponibilidade de crianças para serem adotadas estava grande. O grupo apoiou e acompanhou o casal, que foi até esta cidade e hoje, já concluiu o processo de adoção.”
A psicóloga que dará a palestra, Isaura Portela, explicou que pretende realizar um trabalho bem informal com as pessoas que comparecerem à palestra, dando “espaço para elas questionarem, e assim, surgirem novos assuntos que serão abordados no momento.” Sobre a questão tema do evento, que são os limites que os pais precisam impor aos filhos, a psicóloga pontua que a melhor solução é deixar que as coisas aconteçam de forma natural na convivência familiar, que os pais precisam ter autoridade mas não que o regime familiar precise ser um autoritarismo. Segundo ela, compreensão e naturalidade são os melhores caminhos para a boa convivência.

***

Neste final de semana a adoção entra em evidência em São João del-Rei. O assunto será abordado em dois eventos hoje, 20, e amanhã, 21, quando acontecem o Curso preparatório para pretendentes à adoção e a Macarronada e Brechó Solidário em prol do Grupo Voluntário de Apoio à Adoção Maria Fumaça.

Apesar de serem iniciativas distintas, as realizações têm um objetivo em comum: conscientizar as pessoas sobre questões relacionadas à adoção e, inclusive, quebrar tabus.

Sábado
O Curso preparatório para pretendentes à adoção será realizado hoje pela 1ª Vara Criminal e da Infância e Juventude da Comarca de São João del-Rei. O encontro também contará com a presença da Comarca de Prados e acontecerá entre 13h e 18h no Salão do Júri do Fórum Carvalho Mourão.

“Vamos ter três palestras e também um momento de capacitação com uma senhora que tem envolvimento com grupos de adoção no Rio de Janeiro”, disse a juíza da 1ª Vara Criminal e da Infância e Juventude da Comarca local, Maria de Fátima Santos Dolabela. Segundo ela, a palestrante ainda irá passar sua experiência, inclusive com crianças que têm problemas como Aids e Síndrome de Down.

O curso de capacitação para adotantes passou a ser item incluso na Lei de Adoção, que prevê que para adotar uma criança o candidato deve passar por preparação.

“A intenção é fazer uma troca de experiências e de ideias, tornando as pessoas que querem adotar mais próximas da realidade que elas almejam. Além disso, queremos sensibilizar para a adoção de crianças mais velhas e também daquelas com transtornos, que costumam ser excluídas pelos interessados no cadastramento”, comentou a juíza.

Ela ainda lembrou que os interessados em adoção devem procurar a Assistência Social Judicial para darem entrada na documentação e serem incluídos no Cadastro Nacional de Adoção (CNA).

Domingo
O Grupo Voluntário de Apoio à Adoção Maria Fumaça, sediado em São João del-Rei, será lançado com Macarronada e Brechó Solidário amanhã, 21, às 11h, no Espaço Libertas, em Tiradentes.

“O grupo surgiu porque a Raquel Prudente, a Fátima Gorgulho e eu somos mães adotivas e gostaríamos em primeiro lugar de passar a outras pessoas essa experiência maravilhosa que aconteceu em nossas vidas. Sabemos que muitas famílias adotaram, outras querem fazer o mesmo e aqui em São João del-Rei não havia um grupo”, contou uma das fundadoras do Maria Fumaça, Ângela Maria Paiva, lembrando que ainda existem muitos tabus sobre a adoção, já que algumas pessoas não a veem com bons olhos.

“Além de nós três, temos mais uma integrante na equipe e estamos sempre abertas. Quem quiser participar é só nos procurar”, disse Ângela.

Segundo ela, a ideia do evento surgiu da necessidade de se criar um fundo para realizar encontros. “Quando, por exemplo, trazemos um palestrante de fora, temos que arcar com transporte, alimentação e hospedagem, mas nunca há dinheiro para isso. Convidamos as pessoas que quiserem compartilhar com a gente para irem à macarronada. Vamos ficar muito felizes e gratas por apoiarem nosso grupo.”, comentou.

O Maria Fumaça já possui um blog, www.gvadmariafumaca.blogspot.com.br, local onde são veiculadas notícias sobre adoção, dicas de livros e filmes, relatos de pessoas anônimas e de famosos que adotaram, além de artigos de opinião e outros.

Os convites para o evento estão sendo vendidos antecipadamente por R$20 pelos telefones (0**32) 3372-1575 e  9976-7619. Falar com Raquel e Fátima, respectivamente. Também é possível adquiri-los pelo e-mail gvadmariafumaca@gmail.com.

Fonte: Gazeta de São João del-Rei 20/10/2012

 

O conteúdo desse portal pode ser reproduzido, desde que citadas as fontes e os créditos.

www.saojoaodelreitransparente.com.br . Projeto, pesquisa, organização e concepção: Alzira Agostini Haddad . Todos os direitos reservados