Organização

Associação Comercial e Industrial de São João del-Rei

Endereço
Rua Maria Tereza, 20 . 2º andar . Centro . CEP 36307-312  
Telefone
32 3371-7377 .  
Email
acidelrei@acidelrei.com.br . jornal@acidelrei.com.br . empreender@acidelrei.com.br  
Website
www.acidelrei.com.br  
Atividades/Serviços
Telefone 032 3371 7377/ramais:
211 - Central de Informações da Cidade (CIC)
206 e 207 - Jornal ACI
SPC: 32 3371-7775
Principais Ramais: 200 - Secretaria
205 - Proe  
Data de início das atividades
21 de maio de 1903  
Histórico da entidade
Fundada no início do século XX, por "Manoel Soares de Azevedo", a Associação Comercial e Industrial de São João del-Rei (ACI del- Rei) reflete a força do comércio local e experimenta constante progresso, permanecendo em ótima colocação entre as associações organizadas do país. Em 21 de maio de 2003 a Associação Comercial e Industrial de São João del-Rei (ACI del-Rei) completa 100 anos.
Ela é a terceira mais antiga entidade do Estado de Minas Gerais; sendo a primeira a de Juiz de Fora, fundada em 1896 seguida da Associação Comercial de Minas (1901).
Sua história está intimamente ligada ao crescimento da cidade. No início do século passado, percebendo-se um grande crescimento do comércio em São João del-Rei, que teve como contribuição a inauguração, em 28.08.1881, do primeiro trecho - 9 km de extensão - da Estrada de Ferro Oeste de Minas (EFOM), os comerciantes resolveram se reunir em torno de uma associação.
Assim foi que em 21.05.1903 fundava-se, na cidade, a Associação dos Empregados no Comércio de São João del-Rei. Na época, a maioria dos proprietários eram os próprios funcionários dos estabelecimentos. Em 14 de maio de 1916 passou ela por uma reorganização que lhe deu novo alento e em 14 de novembro de 1921 tomava o nome de Associação Comercial de São João del-Rei. Em 31.01.l932 aconteceu a inauguração de sua sede própria, à av. Hermílio Alves e em 05.10.2000 se instalou em novo prédio, à rua Maria Tereza (ao lado da antiga sede).
Assim nasceu e cresceu a ACI del-Rei que, por um século, vem participando ativamente da vida econômica do município, contribuindo, influindo e buscando alternativas que levem ao desenvolvimento da cidade como um todo.
Pode-se perceber claramente que, em São João del-Rei, no século XVIII a mineração foi sua principal atividade; no século XIX o comércio atingiu o seu apogeu; o século XX foi o da industrialização e tem-se vislumbrado, para este século XXI, o turismo como o caminho para a retomada de seu crescimento.
Atenta a estes dados históricos e acompanhando sempre de perto a direção certa é que a ACI del-Rei, nos últimos anos, também tem traçado seu caminho, buscando incentivar o turismo no município. Pois o que se nota é uma tendência da cidade em tentar recuperar posições perdidas quando, nos séculos passados, ela estava colocada entre as quatro maiores e mais importantes de Minas Gerais.
A ACI del-Rei, consciente de que é necessário criar oportunidade de trabalho e de vida para o são-joanense, evitando sua emigração em busca de melhores condições, tem incentivado sistematicamente a efetivação no município do turismo como sua principal atividade econômica. Suas últimas diretorias acreditam nas potencialidades locais de artesanato, de micro, pequenas e médias empresas e querem explorar a sua grande vocação, cuja indústria não poluente e que a cada dia tem se tornado mais promissora, pode significar, pelo potencial da cidade, a sua verdadeira solução.
Tanto é que, em recente iniciativa da atual diretoria da entidade, em 16.07.2001 alterou-se o Estatuto da ACI del-Rei, que dentre seus objetivos passa a ter como algumas das principais finalidades:
- proteger e defender onde se fizer necessário, inclusive perante os Poderes Públicos, os interesses, direitos e reivindicações das classes que a congrega, ajuizando ação civil pública e outras medidas judiciais para defesa de interesse próprio e de seus associados, bem como a defesa e proteção ao meio ambiente, ao consumidor, à ordem econômica, à livre concorrência, ao patrimônio artístico, estético, histórico, turístico, paisagístico, público e social;
- apresentar e sugerir a quem de direito as medidas necessárias ao desenvolvimento econômico e social à prosperidade do comércio, da produção, da indústria, do turismo, da prestação de serviços e dos demais segmentos relacionados com as atividades empresariais, envidando esforços para a consecução dos objetivos pretendidos.  
Principais problemas/dificuldades da área atuante
Não conseguir os resultados esperados com as ações desenvolvidas junto a comunidade  
Publicações
Jornal ACI  
Ações
Projetos - pesquisas - programas e ações já desenvolvidos:
Participação ativa nos principais Conselhos Municipais de São João del-Rei tendo sempre diretores representando a entidade nos diversos órgãos e comissões da cidade;
A sede da ACI del-Rei foi de onde nasceu o Projeto Estrada Real, sancionado pelo governador de Minas Gerais, Itamar Franco, em 20.01.1999. A idéia surgiu por ocasião das discussões acerca do Programa de Melhoria da Qualidade de Vida (PMQV) de São João del-Rei. Naquela época, um grupo de pessoas - dentre elas, diretores desta entidade - se reuniam regularmente para discutir e encontrar formas de um desenvolvimento mais justo, mais adequado para a cidade;
Implantação, em 05.10.2000, do Balcão Sebrae em São João del-Rei com o objetivo de se buscar o desenvolvimento regional. E no dia 20.02.2002 aconteceu a transformação do Balcão local em uma microrregional do Sebrae;
Inauguração, em 05.10.2000, do novo prédio da entidade, à rua Maria Tereza, nº 20 - centro, com o objetivo de facilitar o atendimento ao associado;
Constante preocupação com a preservação do patrimônio do Complexo Ferroviário de São João del-Rei (Estação da "Maria Fumaça"), com a participação desta entidade em várias reuniões com a direção da Ferrovia Centro-Atlântica, mantenedora do local;
Mudança, em 24.06.2002, dos camelôs da av. Presidente Tancredo Neves para as barracas de alvenaria, no Terminal Turístico. Em 1999, a ACI del-Rei entrou com uma ação na Justiça para retirada dos ambulantes de onde se encontravam há cerca de 10 anos. Os objetivos da entidade sempre foram: buscar meios para viabilizar a real vocação da cidade, que é o turismo; atender a uma antiga reivindicação dos associados; evitar a concorrência desleal, no centro comercial, com empresários estabelecidos, que pagam impostos, empregados e encargos sociais;
Em junho/2001, graças a um grande emprenho da ACI del-Rei, na pessoa do presidente Rafael Agostini, foi autorizada a reforma do Teatro Municipal local, pela Usiminas, através da lei estadual de incentivo à cultura;
Em julho/2001, o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) da ACI del-Rei passou a fazer parte do SPC Brasil. O objetivo do novo sistema é dar maior segurança quando das consultas, ampliar o universo de informações e diminuir o valor do serviço. No mês de maio de 2002, o SPC da ACI del-Rei passou a integrar mais três cidades da região: Barroso, Dores de Campos e Prado;
No dia 09.11.2001, a ACI del-Rei inaugurou o plenário "Ignácio Zózimo de Castro", na nova sede da entidade bem como abriu à comunidade a sala da Diretoria de Turismo. O auditório, com capacidade para 60 lugares, é local para realização de palestras e cursos de menor porte. Já a sala de Turismo é um espaço para o intercâmbio e informações entre os envolvidos com este segmento, de forma a se buscar o incremento da atual vocação econômica do município, que é o turismo;
Realização de cursos gratuitos de qualificação profissional na área de turismo. Em 2001 foram cinco cursos para 190 pessoas e, neste ano, mais cinco cursos para 125 participantes, que receberam apostila, lanche e certificado;
Realização de convênio com a Universidade Federal de São João del-Rei, em 03.05.2002, para incentivar projetos que busquem a valorização do patrimônio arquitetônico e cultural, através do envolvimento dos empresários pelas leis de incentivo à cultura, destinando seus impostos a projetos culturais;
A ACI del-Rei, desde o início, foi uma das grandes mentoras da idéia de se transferir o terreno, hoje desativado, do "antigo patronato", para a Universidade Federal de São João del-Rei. No dia 26 de maio de 2002, o prefeito Nivaldo Andrade e o reitor da Funrei, Mário Neto Borges, assinaram o acordo, que destinará o local para a implantação do terceiro campus da Universidade;
Implantação, no dia 23 de agosto de 2002, do Banco do Povo em São João del-Rei, através de convênio firmado com o Fundo de Apoio ao Empreendimento Popular (FAEP). Sua função é liberar crédito para as micro e pequenas empresas formais e informais e também profissionais autônomos. Local de funcionamento: sede antiga desta entidade, à av. Hermílio Alves, 272 - centro.
Dentre as mais importantes reivindicações realizadas, ultimamente, por esta entidade, destacam-se:
melhorias nas estradas de acesso a esta região, com constantes correspondências aos órgãos competentes
aumento do efetivo policial em São João del-Rei, para diminuir a violência e criminalidade
constantes denúncias, através do jornal ACI del-Rei, da realização de feiras itinerantes na vizinha Santa Cruz de Minas e intermediações, junto à secretária municipal de Arrecadação e Fiscalização, para a não liberação de alvarás para a comercialização provisória de mercadorias de outros municípios nesta cidade.
Indicação da classe empresarial de algumas propostas a serem incluídas no novo estatuto da Funrei.
Projetos - pesquisas - programas e ações em andamento:
Natal Premiado, Natal Legal (em parceria com o Sindcomércio), Campanha do Dia das Mães, Recuperação de Crédito para diminuir a inadimplência, Campanha Solidária (para ajudar vítimas de enchentes).
Natal Solidário - Espetáculo "Anjos do Advento", no Largo São Francisco de Assis, em dezembro de 2.001; Campanha Cidade limpa. Cidade ímpar (objetivo é desobstruir as calçadas da cidade) - Agosto/2002.
Indicação da classe empresarial de algumas propostas à serem incluidas no novo estatuto da Funrei;
Comemoração dos 100 anos ACI: incentivo a projetos culturas, turísticos e de preservação
Revitalização do Centro Histórico (Convênio com a Funrei)  
Propostas e sugestões para o desenvolvimento turístico da cidade
Intermediação receptiva de captação turística e de eventos
Divulgação de eventos junto aos hotéis credenciados
Balcão de empregos temporários
Oferta de produtos turísticos do Município para grandes feiras e exposições
Qualificação de pessoal
Convênio com CIEE
Resultados esperados
Associativismo
Maior visibilidade do contexto turístico
Geração de emprego e renda
Unificação da classe setorial
Aumento do intercâmbio de informações
Envolvimento com a comunidade
Melhoria de Turismo Receptivo  
Público alvo para comunicação de atividades da entidade
A cidade, em especial o comércio  
Observações e dados importantes que não solicitados
Quando este cadastro foi enviado o presidente era Rafael Agostini.
Atualmente (2009) o presidente da ACI é Luiz Carlos Lobato Costa  
Responsável pelas informações
Rafael Agostini . presidente  

O conteúdo desse portal pode ser reproduzido, desde que citadas as fontes e os créditos.

www.saojoaodelreitransparente.com.br . Projeto, pesquisa, organização e concepção: Alzira Agostini Haddad . Todos os direitos reservados