Organização

Sociedade Protetora de Animais . São João del-Rei

Atividades/Serviços
Cadastro não registrado pela entidade

Mais informações
Proibição de utilização, manutenção e apresentação de animais em circos ou espetáculos assemelhados no Município de São João del-Rei

Sociedade Protetora de Animais ameaçã parar trabalhos
Por Gazeta de São João del-Rei em 15/02/2014

A Sociedade São Francisco de Assis de Proteção aos Animais quase encerrou as atividades no início desta semana. Após mais de 15 anos de trabalho em socorro dos mais de 4 mil cães e gatos em situação vulnerável na cidade, o grupo publicou postagem em uma rede social anunciando suspensão dos trabalhos por falta de recursos e de apoio do Poder Público.
Em página do grupo na web, pedidos de adoção não param. São pelo menos quatro por dia. Na foto acima, cão abandonado e encontrado na quarta-feira.
O texto foi assinado pela atual presidente da associação, Mara Nogueira Souto, e começou a circular na segunda-feira, 10. “Não temos abrigo, não temos carros, não temos mão-de-obra e nossas dívidas estão altas. Existe na cidade uma Prefeitura e é de lá que deve sair o apoio e o socorro para quem precisar”, desabafou.

Dois dias depois, veio a resposta do Executivo: na noite de quarta-feira, 12, Prefeitura e entidade assinaram convênio que efetivou repasses de R$30 mil anuais à Sociedade, adiando a suspensão dos trabalhos por algum tempo. “Efetivou” porque o projeto determinando a cessão da verba foi aprovado no final de dezembro na Câmara Municipal. “Foi o primeiro passo. Esse dinheiro será voltado, na realidade, à castração de animais. Serão 12 parcelas de R$2,5 mil reais que ajudarão a tapar parte dos buracos, mas não todos. Nosso trabalho é feito com amor e com muitas dificuldades. É como secar gelo todo santo dia”, disse Mara.
De acordo com informações da Assessoria de Comunicação da Prefeitura, o convênio também prevê a utilização de veículos do setor de Zoonoses no transporte dos bichos assistidos pela São Francisco de Assis. A expectativa é de que os automóveis voltem a funcionar e dar cobertura à entidade já na próxima semana. Quanto ao repasse, ele deverá ser feito até 28 de fevereiro, retroativo a janeiro. Assim, a Sociedade Protetora receberá R$5 mil no primeiro depósito.

Números
Em entrevista à Gazeta na última quarta-feira, 12, pouco antes de assinar o convênio com a Prefeitura, Mara Souto revelou que as dificuldades da Sociedade esbarravam em matemática complicada. Na semana passada, segundo ela, cinco cadelas foram castradas em ação da São Francisco de Assis. No entanto, logo depois. 39 filhotes foram abandonados em frente a casas de voluntários. E esse é apenas um dos contrastes na realidade dos defensores de animais.
Atualmente, de acordo com a presidente do grupo, 130 cães e gatos abandonados ou feridos estão sob cuidados de voluntários. Alguns chegam a abrigar 40 bichos de uma só vez para evitar que voltem às ruas e sejam maltratados. Por semana, são necessários 300 quilos de ração para alimentar todos os abrigados.
Isso significa gastos semanais de R$897 só com comida. “Sem falar em atendimento veterinário e remédios. Se não fossem por doações de gente realmente generosa, campanhas como brechós e cobertura de gastos dos nossos próprios bolsos, a Associação teria acabado há muito tempo”, contou Mara.

Fonte: Gazeta de SJDR . 15/02/2014

***

Saúde começa projeto de castração de animais

É comum ouvir conversas e polêmicas a respeito da quantidade de animais nas ruas de São João del-Rei, sejam abandonados, perdidos ou até mesmo os que já nascem e vivem desde sempre pelas vias públicas, revirando lixo e andando a procura de comida. Uma maneira de amenizar o problema é a castração, impedindo a procriação desses animais.

Projeto viabilizou a castração a baixo custo de cem animais - Foto: Gazeta

Para melhorar a situação, a Sociedade São Francisco de Assis de Proteção aos Animais, com apoio da Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Saúde e da iniciativa privada, realizou entre os dias 27 e 29 de maio, a 1ª Campanha de Castração de Animais de Rua a baixo custo.
A ação atendeu cerca de cem animais acolhidos por pessoas de baixa renda que recebem auxílio da entidade para a manutenção das necessidades e cuidados desses bichos.

Ação
Segundo o coordenador de Zoonoses da Secretaria de Saúde, Valdisnei Lopes da Silva, o projeto realizou a castração de cães e alguns gatos do sexo feminino.

As cirurgias foram realizadas na quadra do Centro de Assistência Integral à Criança. De acordo com a advogada da Sociedade São Francisco de Assis, Leidiane Gouvêa, embora o projeto tenha promovido a castração de animais, o grupo não tem condições de custear as intervenções  veterinárias sozinho. “As pessoas adotam esses bichos e cuidam por conta própria. Por isso conseguimos esse trabalho, que realiza a castração por um custo baixo, de R$50, pago por nós”, frisou.

Estatísticas
Silva explicou que após o procedimento os animais serão devolvidos ao mesmo local de onde foram retirados. “Atualmente temos cerca de 3 mil cães e gatos nas ruas de São João. Se fizermos as contas, uma cadela entra no cio duas vezes por ano e, supondo que ela dê origem a cinco filhotes por cria, teremos dez cachorros a mais por ano nascidos de uma única fêmea”, disse. Ele ainda ressaltou que os bichos que vivem nas ruas, além de provocar doenças, podem gerar outros problemas, como acidentes nas vias públicas.

De acordo com o coordenador de Zoonoses, a castração vai exatamente ao encontro desse cenário e busca amenizar o problema,  reduzindo o número de animais através do controle natal. “Pretendemos aprimorar o projeto e realizar a campanha mais vezes. A previsão é de que a próxima aconteça ainda no segundo semestre. Se tudo der certo, vamos reduzir o crescimento da população animal nas ruas em cerca de 50%”, comentou.
Ainda segundo Silva, as cirurgias foram realizadas por cinco integrantes do grupo Veterinários da Estrada, da Universidade de São Paulo (USP).
Leidiane completou que o programa atendeu apenas São João del-Rei, mas nas próximas campanhas a iniciativa pode ser estendida a outras cidades.

Fonte: Gazeta de São João del-Rei . 02/06/2012 

***

Animais soltos nas ruas de São João del-Rei
Animais soltos nas ruas de São João del-Rei, inclusive no centro histórico, causam vários danos à cidade e expalham lixo.
 
 
Audiência pública: Animais soltos nas ruas:problemas e soluções   
 

www.saojoaodelreitransparente.com.br . Projeto e coordenação: Alzira Agostini Haddad . Todos os direitos reservados