São João del Rei Transparente

Ouvidorias

Abertura de empresas "fantasmas" . Junta Comercial de Minas Gerais já bloqueou quase 2.000 CPFs roubados, furtados ou extraviados em 2009

Descrição

A Junta Comercial do Estado de Minas Gerais (Jucemg) fez o bloqueio de 1.932 CPFs (cadastro de pessoa física), de janeiro a novembro de 2009, por perda ou roubo de documento de identidade. 
Em 2008, foram feitas 1.823 solicitações de bloqueio. No ano anterior houve 1.315 pedidos; em 2006, 2.262; e, em 2005, 917 pedidos. A secretária-geral da Jucemg, Marinely Bomfim, informou que das 27 juntas comerciais do país, esse serviço somente é oferecido pela autarquia mineira e impede a abertura de empresas ‘fantasmas’ no Estado, através da Central de Comunicação de Documentos Roubados, Furtados ou Extraviados.

Convênio

Um convênio de cooperação técnica está sendo preparado para ser assinado entre a Jucemg e a Secretaria de Estado de Defesa Social para integrar os dois sistemas, facilitando assim a troca de informações e ampliando o bloqueio em todas as regiões mineiras. A sede da Jucemg, em Belo Horizonte, os seis escritórios regionais, as 29 unidades do Minas Fácil e 11 postos conveniados fazem a prestação desse serviço ao cidadão.
O processo é aberto com o preenchimento do requerimento em duas vias, obtido nas próprias unidades, ou através de ‘download’ no site www.jucemg.mg.gov.br. Basta clicar em ‘Serviços’, depois no item 3, ‘Bloqueio de CPF’.
O cidadão deve ainda anexar cópia autenticada do documento de identidade, com foto, e o boletim de ocorrência registrado em qualquer delegacia de polícia e apresentar os documentos nessas unidades da Jucemg.

Clonagem

Ao entrar com o processo na Jucemg, o bloqueio do CPF é feito imediatamente evitando a clonagem do documento. 
Mais informações
Compartilhar Imprimir

ESSE PORTAL É UM PROJETO VOLUNTÁRIO. NÃO PERTENCE À PREFEITURA DE SÃO JOÃO DEL-REI.
Contribua ajudando-nos a atualizar dados, ações, leis, agenda cultural etc. Todos os créditos serão registrados.