São João del Rei Transparente

Agenda Cultural

Exibição de documentário Projeto Ferrovia Oeste de Minas: Memória e História . 2ª edição . 11 e 25/4 e 9/5

Data

09/05/2014

Cidade

SJDR

Descrição



PROJETO

FERROVIA OESTE DE MINAS: MEMÓRIA E HISTÓRIA
Certificado de Aprovação na Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais-  CA 1211/001/2011

APRESENTAÇÃO

O projeto FERROVIA OESTE DE MINAS: MEMÓRIA E HISTÓRIA pretende registrar e documentar a memória de ex-ferroviários que trabalharam na antiga EFOM – Estrada de Ferro Oeste de Minas, particularmente moradores de São João del-Rei. O projeto identifica que a maioria da população desconhece o acervo ferroviário e, por este motivo não o visita. Para mudar este quadro o projeto pretende divulgar entre a comunidade a importância do acervo ferroviário, trazer as pessoas para o complexo ferroviário, reconhecer o trabalho desenvolvido pelo grupo de funcionários da antiga EFOM e produzir um documentário a partir de depoimentos, que será exibido e distribuído gratuitamente.

OBJETIVOS

- Pesquisar a história da Ferrovia Oeste de Minas através de documentos e entrevistas com ex-ferroviários, antes que se percam no tempo;

- Disponibilizar pesquisa sobre documentos e monografias;

- Realizar encontros mensais sobre o tema, com a participação de ex-ferroviários e atuais;

- Realizar um seminário ao final do projeto, com convidados de outras localidades;

- Promover um concurso e exposição de fotografias na comunidade sobre o complexo da EFOM em São João del-Rei; - já realizado e concluido em dezembro 2013

- Produzir um documentário com cárater educativo para ser passado nas escolas municipais e estaduais, de forma a contribuir para a educação patrimonial na cidade e demais comunidades envolvidas.

ATIVIDADES PROPOSTAS

1) 09 encontros mensais ( até março/2014)

2) Gravação do documentário

3) Concurso de fotografias com encerramento em dezembro

4) Seminário de encerramento em abril 2014

5) Exibição e distribuição do documentário

JUSTIFICATIVA

A EFOM- Estrada de Ferro Oeste de Minas foi fundada em São João del-Rei em 1878. Seus trilhos ali chegaram em 1881, trazendo fortes impactos sobre o desenvolvimento da cidade desde então. Chegou a ter mais de 680 km em 1894 quando se estendeu a outras cidades e ramais chegando a Oliveira e desta até Paraopeba e terminou seu dias de transporte levando cimento de Barroso para a Hidrelétrica de Itaipu, que passava por pátio de transbordo em Aureliano Mourão, tendo seus trilhos sido retirados em 1989, permanecendo apenas 12 km entre São João del-Rei  e Tiradentes.
A Ferrovia transportou carga e pessoas por Minas Gerais, que se destinavam à capital do império no Rio de Janeiro, Goiás e Bahia. Acumulou um excelente quadro de funcionários, especialistas em diversas atividades, que ainda hoje estão entre nós para poderem contar e explicar como a ferrovia funcionava e seu sentimento e orgulho de trabalhar em empreendimento tão nobre e complexo.
Estes conhecimentos estão sendo parcialmente passados aos descendentes, mas a grande maioria da população não conheceu a EFOM e nem soube de sua importância para a cidade, região e país.
São João del-Rei precisa mostrar, educar e informar a população sobre a Ferrovia, para que se desperte o interesse, o conhecimento e a visão empresarial para o turismo. Muitas pessoas nunca entraram no complexo ferroviário e nem sabem, da existência de: 

a- Prédio da Estação, apresentando plataforma com cobertura estrutural de ferro, de belíssimo acabamento.

b- Prédio da Estação de Tiradentes, caracterizado pelas linhas simples, sem muito detalhamento, com cobertura em telha francesa e plataforma arrematada por lambrequins de madeira.

c- Museu Ferroviário, antigo armazém de carga da ferrovia, anexo à estação, inaugurado por ocasião do centenário da Estrada de Ferro Oeste de Minas, em 1981, encontrando-se entre suas relíquias a locomotiva número 1.

d- Rotunda, com edifício e telhado em forma poligonal, vãos em arco pleno, paredes em alvenaria de tijolos, cuja recuperação realizada pela Rede Ferroviária, procurou manter os elementos construtivos originais como o "girador de locomotivas ", as linhas e valas de inspeção e alguns pedestais de pedra onde eram apoiadas as colunas de ferro para a sustentação do telhado. Nela acham-se guardadas diversas locomotivas e vagões.

e- Oficinas de manutenção, cujo prédio foi inaugurado em 1822. Possui máquinas centenárias de fabricação inglesa, em perfeito estado de conservação, que ainda hoje continuam dando assistência na reparação das locomotivas e vagões.

f- Antigos almoxarifado e armazém, completam a relação de prédios, tendo sido transformados em Centro de Artes e Auditórios. Entre as máquinas e vagões algumas estão em operação e outras em exposição, sendo uma no Museu Ferroviário, e as demais na Rotunda, a maioria de fabricação americana. Poucos vagões são utilizados para operação de transporte turístico e os demais encontram-se em exposição ou aguardam nas oficinas por trabalhos de recuperação.

Texto extraído do Arquivo Museu Regional de São João del-Rei.

Sendo um patrimônio tombado pelo IPHAN segundo processo nº 1185-T-85, registrado em 03/08/1989 no Livro de Belas Artes sob inscrição nº 596 e no Livro Histórico sob o nº 528, constitui bem público que as pessoas não conhecem e não usufruem. A proposta deste Projeto é continuar um trabalho de educação patrimonial ferroviária que deverá se estender por anos a fio e atender, no futuro, não apenas a demanda local, mas também aficcionados e interessados de todas as partes do Brasil e do mundo.    

DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES

1) Encontros mensais

Serão realizados 09 encontros mensais até março/2014, gratuitos e dirigidos ao público em geral, interessados em conhecer sobre a EFOM ou trazer relatos e fotografias sobre sua história. Nos encontros mensais além do público adulto estão convidadas escolas da rede pública e privada, com possibilidade de realizar palestras adicionais no ambiente escolar. Os encontros serão realizados em sala com capacidade para 60 pessoas na Estação Ferroviária.

2)  Visitas ao Museu Ferroviário

Estão programadas visitas guiadas ao Museu Ferroviário, destinadas aos alunos das redes pública e privada no período de setembro a novembro ,conforme programação.

3) Concurso de fotografias - - já realizado e concluido em dezembro 2013

Foi criado um concurso de fotografias com 4 categorias : Até 14 anos, acima de 14 anos, profissional e fotografias antigas. O concurso apresentará a premiação durante o seminário de encerramento em dezembro. O concurso está aberto a todas as idades e as inscrições e participação serão facilitadas, gratuitas e através de fotos digitais, sem a necessidade de impressão.

4)  Gravação do documentário

Para a gravação do documentário serão tomados depoimentos de pessoas ligadas à EFOM ou que podem contribuir sobre o tema. Desde 2011 está no youtube um trailler e a versão completa do documentário da edição de 2010 com o objetivo de aumentar o acesso e interesse pelo Projeto.

CONTATO

José Roberto Câmara Vitral – Coordenador do projeto

Telefone: 32 8874-5201 . São João del-Rei

E-mail: josecamara@hotmail.com 

Compartilhar Imprimir

ESSE PORTAL É UM PROJETO VOLUNTÁRIO. NÃO PERTENCE À PREFEITURA DE SÃO JOÃO DEL-REI.
Contribua ajudando-nos a atualizar dados, ações, leis, agenda cultural etc. Todos os créditos serão registrados.