Apresentação do Projeto

  • ---

Ser nobre é ter identidade
A cidade que sonhamos é a cidade que podemos construir: pelo empoderamento local/global
Vídeo de apresentação

RESUMO:
Este projeto busca a identificação, valorização e promoção da cultura de São João del-Rei como elemento propulsor do desenvolvimento local no resgate, pesquisa-ação e disseminação desta cultura como elemento de identidade e, por fim, no inventário digital, na difusão e partilhamento desta experiência por meio da internet interagindo com outras ações e projetos local/global. Coleta e tratamento profissional e permanente de dados, imagens e informações em rede/inteligência que possibilita  subsidiar tomadas de decisões em todos os campos do conhecimento e ações públicas.
Na esfera local, procura incentivar e contribuir para o empoderamento da comunidade e para o desenvolvimento socioeconômico-cultural de São João del-Rei, tanto incentivando a mudança de atitudes em relação ao meio ambiente urbano, ‘a memória e ao patrimônio cultural quanto gerando, com isso, conhecimento, experiência, tecnologia social, pesquisas-ação permanente e produtos culturais.
No nível global, por meio da tecnologia da informação, possibilita que tais conhecimentos e experiências sejam transformados em dados, difundindo e possibilitando que sejam reaplicados e adaptados por outras cidades, do Brasil e do exterior, que buscam igual interação, evolução e desenvolvimento. A grande esperança é que as cidades e países - local e global -  possam alinhar e planificar conceitos, legislação, diretrizes, assessoria de imprensa e iniciativas, para se beneficiarem do potencial que a internet  torna possível, visando a cooperação local/internacional mútua. 

Nosso foco: as ações. Buscamos auxiliar a comunidade no conhecimento da cidade; coletar, registrar e divulgar dados e imagens, expressões, manifestações culturais e sociais, cruzando cadastros, fontes de informações em hiperlinks sempre, disponibilizando estes registros, pesquisas e consultas. 
É fundamental a criação de uma base de dados segura e correlacionada, de apoio na tomada de decisões, o que favorece a economia, a geração de trabalho e renda, a otimização, o empoderamento sociocultural e a disseminação do conhecimento e da tecnologia. TIC-Tecnologia da Informação e Comunicação, no presente e no futuro, o maior patrimônio - ouro - o grande diferencial em tudo daqui em diante em todo o planeta. Através de um canal "Big Data", um sistema integrado de dados estruturados pode ser construído e usufruído por cidadãos, organizações, governos locais, de outros países e continentes, um caleidoscópio fenomenológico, democrático e transparente:  "O centro está em toda a parte", Nicolau de Cusa, Século XIII.
Trata-se de uma iniciativa ampla, que se sustenta em três grandes programas interativos de pesquisa-ação, para alcançar seu objetivo de  coletar, registrar, sistematizar, articular, valorizar e interagir a riqueza cultural de São João del-Rei - fator de desenvolvimento local, relacionando-os com o inventário digital local e informações nacionais e internacionais.

As principais ações culturais que desenvolvemos somam:
124 ações de artes cênicas, encontros e manifestações culturais; 99 ações de música erudita e popular/música na praça; 39 oficinas vivas; 56 homenagens a mestres e atores culturais; 60 peças gráficas de educação patrimonial/em papel e versão virtual; 69 exposições presenciais e virtuais; 123 participações e parcerias culturais; 34 instalações cenográficas; 21 documentários - ações culturais que geram, integrados aos projetos e ações e ao mapeamento cultural da cidade, o Banco de Dados e Imagens/Inventário integrado e interativo, em rede digital www.saojoaodelreitransparente.com.br, que já representou o Brasil internacionalmente 8 vêzes e foi classificado no "Prêmio Internacional de Dubai para Melhores Práticas 2012" na categoria "Good practice", realizado pela UN-HABITAT-Programa das Nações Unidas.

Histórico das ações
, que são:

1. Projeto Passado, um presente para o futuro:
Eventos e ações ligadas ao resgate das principais manifestações culturais e tradições pupulares e eruditas, sempre com temas relacionados à identidade cultural e sua preservação. Pesquisa-ação que gera diversas ações sócio-culturais e um inventário digital integrado ao inventário digital da cidade. Entre estas ações: Carnaval de antigamente , Semana Santa Cultural e Fim de ano e Férias Cultural.

2. Projeto Ser nobre é ter identidade: Exposições presenciais e virtuais, documentários, peças gráficas diversas de arte-educação patrimonial/Pesquisa-ação
Levantamento, análise  e processamento de dados e imagens de saberes, técnicas, atores sociais ativos/inativos, entidades, artistas, autores, artesãos, estudiosos, que se destacam/destacaram na produção artística e cultural e no desenvolvimento socioeconomico e na preservação cultural de São João del-Rei, que culmina também em um inventário digital integrado ao inventário digital sociocultural da cidade. Distribuição dos produtos por preço simbólico que se reverte em recursos para as entidades e grupos culturais.

3. A cidade que sonhamos é a cidade que podemos construir: pelo empoderamento local/global - São João del-Rei Transparente:
Banco de informações, inventário digital interativo e integrado, atualizado diariamente, que registra e correlaciona local/globalmente as pesquisas-ação empreendidas e divulga o patrimônio cultural da setecentista cidade de São João del-Rei - banco de dados rico de produções acadêmicas e culturais,  imagens, documentos, endereços e links relativos a cultura, agenda cultural diária e permanente com o arquivo/memoria dos eventos, clippings de notícias da mídia, recomendações e links locais/internacionais de organizações voltadas para a identidade cultural e o patrimônio. 

O desenvolvimento de uma política cultural consistente é o objetivo destas ações e a sua continuidade favorece a identificação, promoção e valorização do patrimônio local e regional, pérolas e riqueza de nossa cultura tradicional.

Entre os dados e imagens inventariados, buscando sempre a sintonia com os Objetivos do Milênio:
Agenda cultural diária e permanente, galeria virtual de artistas, exposições itinerantes e virtuais, dados e images das principais manifestações/eventos culturais como o Fim de ano e Férias cultural, Semana Santa Cultural, Tapete de Rua/Flores, Carnaval de antigamente, Lendas são-joanenses, Encontro de Folia de Reis e Pastorinhas, peças gráficas de educação patrimonial, documentários, espaços culturais, projetos sócio-culturais, projeto Delícias de antigamente, gastronomia típica, plantas e flores.
Complexo Ferroviário, descendentes de italianos na cidade, teatro, arte e artesanato, campanhas, melhores práticas, responsabilidade social, ambiental e culturallegislação municipal, estadual, federal, internacional/Cartas Patrimoniais.
São João del-Rei antiga
, preservada, SOS Cidade, procuram-se mecenas, serviços, mídia, profissionais que trabalham ou usufruem do patrimônio cultural, dicas para quem quer construir, reformar, restaurar ou pintar o seu imóvel. O cidadão se manifesta, saúde, meio ambiente urbano, roteiros e lugares especiais, cartilhas, livros, teses e monografiassão-joanenses que se destacaram e se destacam no cenário nacional e internacionalartistas e mestres, empório cultural, garimpo selecionado de ações nos links local/global.

As ações contínuas do projeto sustentam a permanente atualização e o enriquecimento deste Banco de Dados e Imagens, acrescentando-lhe diariamente novos conteúdos e novas informações.
Se o portal é a maior, mais visível  e mais abrangente iniciativa deste projeto,  outras frentes de ação são igualmente importantes. Sua interação estimula e facilita o estabelecimento de contatos que subsidiam novas  produções sobre o tema e a adoção governamental, monitora políticas institucional e cidadã de posturas e atitudes comprometidas com o desenvolvimento socioeconômico, induzido e capitaneado pela preservação do patrimônio cultural. Por seu alcance global, o portal e seus produtos transpõem as montanhas locais e as fronteiras nacionais, já sendo conhecidos e apresentados nos continentes americano e europeu.
Para se entender a integração e complementariedade destes pilares, vale destacar que ao mesmo tempo, a comunidade é usuária, beneficiária e “matéria-prima” -  a grande protagonista das realizações.
Este projeto é promotor, realizador e executor, cumprindo a  finalidade indutora e viabilizadora, contribuindo para que o cidadão, ao melhor conhecer o seu passado, sinta orgulho de sua história e se motive a participar ativamente do tempo presente, quando escreve/atua, por meio da interação, a sua história contemporânea - como protagonista.

APRESENTAÇÃO

São João del-Rei, "Cidade da música", Capital Brasileira da Cultura 2007, construiu seu grande acervo arquitetônico e cultural graças ao trabalho e contribuição de inúmeros mestres e cidadãos, consolidando sua importância histórico-cultural em nosso país. Possuímos tradicionais entidades e grupos sociais que desenvolvem trabalhos importantes e perpetuam nosso rico patrimônio material e imaterial.
Este Banco de Dados e o Banco de Imagens é atualizado diariamente e utiliza a TICs - Tecnologia da Informação e Comunicação para mapear/radiografar, levantar, organizar, concentrar, sistematizar, integrar e disponibilizar dados e imagens em rede, favorecendo o seu acesso, criando e fortalecendo parcerias e instrumentos de defesa do nosso patrimônio.
Nosso foco: as ações. Buscamos auxiliar a comunidade no conhecimento da cidade, visando identificar, valorizar, divulgar as melhores práticas local/global, projetos, expressões, manifestações culturais e sociais, registrando e cruzando fontes de informações, pesquisas e consultas. 
As cidades históricas de países em desenvolvimento precisam se organizar para favorecer a preservação de suas singularidades, paisagens e territórios, seus recursos ambientais e culturais - valorização do local, do exemplar, raro e único.
Riscos naturais como enchentes, terremotos etc destroem ou incineram importantes documentos e registros das cidades, assim como muitos gestores políticos, instituições e famílias também não preservam seus acervos. Inventariados e disponibilizados na internet, compartilhadas as experiências, protegemos a sua preservação, créditos e um novo modelo de comportamento preservacionista passa a se apresentar - todo cidadão é um possível protagonista da memória antiga e contemporânea de sua cidade.
Conjuntos arquitetônicos preciosos vem se perdendo, em pleno processo de extinção, comprometendo fatidicamente este patrimônio, ainda que não consagrado, certificado - também é universal.  Vulneráveis às vicissitudes do tempo, às contingências da cultura vigen­te, a inconcebíveis atentados, letar­gias, negligências e políticas incon­sistentes de preservação - é vital que sejam empreendidas ações sinergéticas, um consenso político local/global de cooperação, que potencialize os esforços, os compromissos internacionais pró-preservação destes sítios históricos, o reconhecimento/divulgação de seu potencial turístico-cultural. O poder local não percebe na maioria das vezes, a dimen­são da importância de seu legado - educação patrimonial por excelência - e convive/permite demolições, construções e restaurações sem critérios. O patrimônio da maioria destas cidades se encontra na encruzilhada entre o potencial e a autofagia. 
Carentes de recursos e de referências consistentes, não vendo retorno financeiro imediato/satisfatório com o turismo, suscetíveis à implacável pressão imobiliária, inúmeras cidades se perdem no conceito de desenvolvimento e progresso urbano, que ainda infelizmente está muitas vezes ligado à indústria predatória - associada à modernização inconseqüente, que gera muitas vezes a violência doméstica, a criminalidade, a poluição ambiental e urbana. Apesar do grande legado em patrimônio construído, cultural e natural, não conseguem consolidar um roteiro turístico aliado a uma política preservacionista sustentável. Quanto buscam sobreviver, quanto investem, quanto empreendem em diversas iniciativas bem equipadas: pousadas/hotéis, restaurantes, comércio, serviços etc - iniciam ou encerram suas atividades em pouco tempo, perdendo capital e entusiasmo.
A incidência de despesas, prejuízos econômicos e sociais que decorrem da falta de planejamento, informações incorretas, incompletas ou truncadas, contradições e conflitos, dados dispersos, muitas vezes perdidos ou esquecidos, pesquisas e estudos análogos guardados em prateleiras, ações desenvolvidas que não consideram a sua sustentabilidade/continuação/registro interativo e histórico, que muitas vezes não tem um propósito, não são devidamente divulgados - afeta diretamente as práticas urbanas, hiatos que precisam ser melhor contextualizados.
Cada um fazendo a sua parte no desenvolvimento de uma Rede de Tecnologia Social integrada com os registros essenciais, nos permitiria perceber a nossa condição poderosa quanto finita, as possibilidades de nos fortalecer, monitorar, captar recursos, normatizar critérios, parâmetros e ações sustentáveis.
Este projeto pode ser reaplicado em outras cidades: é fundamental a geração democrática de conteúdos, a construção de canais, mecanismos e instrumentos de participação para que os atores urbanos, as correntes de interesses que atuam sobre as cidades, possam exercer seus direitos respeitando o interesse coletivo. Reaplicado, maximiza-se a troca de informações e experiências em rede, em via congruente, consistente, acessível, parâmetros coordenados legitimados local/internacionalmente.
Uma das principais diretrizes deste projeto é a valorização da identidade cultural urbana, assim como o favorecimento para a dinamização de atividades sócio-culturais, capazes de dar sustentabilidade à conservação do patrimônio. Deste modo fica assegurada a compatibilidade do crescimento com a sustentabilidade arquitetônica da paisagem urbana.
Precisamos cuidar para que as ações não se orientem apenas pela lógica da economia, mas principalmente pela lógica do interesse coletivo. Efeito dominó, a internet, este mágico instrumento democrático e transparente de transformação social, pode nortear um desenvolvimento de políticas públicas mais coerente, eficaz e eficiente - cidades transparentes. 
A cidade que sonhamos é a cidade que podemos construir: São João del-Rei Transparente, Minas Transparente, Transparência Brasil, Transparência Internacional, OMS-Organização Mundial da Saúde, OIT-Organização Internacional do Trabalho etc. No mundo, são desenvolvidos incríveis projetos que vislumbram estas possibilidades, a exemplo, o Europeana.eu . Portal cultural e científico da Europa.
A necessidade levou o homem a criar a linguagem e a cultura para que a comunicação fosse possível. Com a TICs-Tecnologia da Informação e da Comunicação - o grande salto - possível registro de toda a construção humana, como também estabelecimento das relações entre os dados, integração entre as instâncias afins e elaboração compartilhada de diretrizes locais/globais - Agenda 21, pensando global, agindo local: cooperação internacional para acelerar o desenvolvimento sustentável dos países em desenvolvimento, as políticas internas conexas/linha do tempo, fomentar a educação, a capacitação e a conscientização; criar e manter os mecanismos de cooperação internacional, potencializando a capacidade das cidades e países fortalecerem os instrumentos jurídicos locais, nacionais e internacionais.
Uma vez estabelecidas e classificadas, participativamente, com uma metodologia mais universal e uníssona, estas referências permitirão que ‘as cidades e ‘as comunidades se comuniquem/comunguem através deste esperanto digital - não mais em dialetos: governança colaborativa.
Na era da TICS-Telconologia da Informação e da Comunicação - a transparência se impõe.
Cartas na mesa. Livre arbítrio entre jogar limpo ou blefar.

Histórico do projeto:

Este projeto tem como uma das principais diretrizes a valorização da identidade cultural urbana, sua promoção, interação e divulgação, assim como o favorecimento para a dinamização de atividades sócio-culturais capazes de dar sustentabilidade à conservação do patrimônio, de modo que fique assegurada a compatibilidade do crescimento com a necessidade de proteger e melhorar o meio ambiente, humano/urbano em benefício da comunidade, de acordo com a Convenção do Patrimônio Mundial, de 1972.

A Atitude Cultural atua na gestão sócio-cultural em São João del-Rei e realiza inúmeros projetos, eventos sócio-culturais e pesquisas junto ‘a comunidade e região, com o objetivo de identificar e divulgar a cultura e a identidade e favorecer a sua preservação para que se transforme em promissor instrumento de geração de emprego e renda, contribuindo sustentavelmente com o desenvolvimento local.
Em sua primeira fase, contou com o apoio do Governo do Estado de Minas Gerais através do Governador Aécio Neves, com recurso da Embratur. Na segunda fase, especificamente para o Banco de Imagens do projeto, recebemos o apoio do Deputado Federal Reginaldo Lopes, que viabilizou recursos através do Ministério do Turismo e a CEF-Caixa Econômica Federal. Estes recursos foram utilizados na compra de equipamentos para o desenvolvimento do projeto.
Alguns dos projetos desenvolvidos pela Atitude Cultural, como por exemplo, o projeto "Ser nobre é ter identidade” , aprovado pela Lei Rouanet, Ministério da Cultura, tem por objetivo pesquisar, valorizar, divulgar e registrar a identidade cultural brasileira através de agendas-diário, cartazes culturais, marcadores de livro, calendários, pesquisas, documentários, exposições itinerantes a céu aberto, exposições/galerias virtuais e site. Um dos mais importantes aspectos deste projeto é o mecanismo de distribuição dos produtos que desenvolve.
A maior cota é doada as mais tradicionais entidades culturais das localidades pesquisadas para que os distribuam por valor simbólico, elas investem 100% do recurso arrecadado nas entidades. 10% é distribuída pelo mesmo valor simbólico e este recurso é investido no próprio projeto.
A cota restante é distribuída gratuitamente para instituições de educação, cultura e patrimônio: universidades, escolas, bibliotecas, museus, centro culturais, Ministério da Cultura, Funarte, órgãos nacionais e internacionais, artistas, formadores de opinião, professores, jornalistas, entidades, atores sócio-culturais e comunidade.
Pretendemos disponibilizar todos os textos em vários idiomas, apenas alguns já foram traduzidos. Procuramos otimizar o pouco tempo, pessoal e equipamentos para desenvolver este trabalho e somos cientes da necessidade de se dar seqüência, ampliar e aprofundar vários temas. Não temos ainda patrocínio, aguardamos por empresas que se interessem em apoiar este trabalho - que só vai se realizar dentro das possibilidades infinitas que a TICs - Tecnologia da Informação e da Comunicação e as realizações humanas propiciam, se puder continuar a contar com a contribuição de todos que construíram e constroem as nossas cidades.
Esperamos que este Banco de Dados e Imagens de  São João del-Rei possa fundamentar a evolução do conhecimento, do pensamento e do sentimento sobre a cidade, e auxilie na prática de uma gestão urbana mais participativa e democrática.
Grandes mestres e cidadãos nem sempre tem a sua obra reconhecida, ainda que influenciem o destino do mundo e das pessoas. Vale sempre o trabalho realizado e o seu registro é fundamental.
Agradecemos a todos que contribuíram/contribuem com este projeto: família, amigos, equipe, colaboradores, parceiros, patrocinadores, apoiadores, Minc, Governo do Estado de Minas Gerais - a todos que cultivam, preservam e principalmente aos que nos legaram este imenso patrimônio chamado Minas Gerais - Brasil.

Alzira Agostini Haddad . Fundadora e gestora do portal/coordenação geral
. www.saojoaodelreitransparente.com.br
. Atitude Cultural Projetos e Responsabilidade Social
. Projeto Ser nobre é ter identidade
. Vice-Presidente da Associação Amigos de São João del-Rei
 
. Pesquisa-ação Passado, um presente para o futuro: Carnaval de antigamente , Semana Santa Cultural e Fim de ano e Férias Cultural

Equipe de apoio Atitude Cultural
Eliane Agostini Monteiro, Carol Argamim Gouvêa, Mauro André Santos, Anna Júlia Silveira, Wander Pastorini Haddad (a cada ação cultural integra diversos parceiros e equipe, os créditos são sempre registrados)

Equipe Banco de Dados:
Bernardo Barreto Berg . dbWebhost
Walquíria Domingues . Anna Júlia Silveira . Monique da Silva . Andressa Ferreira Pinto

“Quando você perceber que, para produzir, precisa obter a autorização de quem não produz nada; quando comprovar que o dinheiro flui para quem negocia não com bens, mas com favores; quando perceber que muitos ficam ricos pelo suborno e por influência, mais que pelo trabalho, e que as leis não nos protegem deles, mas, pelo contrário, são eles que estão protegidos de você; quando perceber que a corrupção é recompensada, e a honestidade se converte em auto-sacrifício; então poderá afirmar, sem temor de errar, que sua sociedade está condenada”.  Ayn Rand - filósofa russo-americana em 1920


O conteúdo desse portal pode ser reproduzido, desde que citadas as fontes e os créditos.

www.saojoaodelreitransparente.com.br . Projeto, pesquisa, organização e concepção: Alzira Agostini Haddad . Todos os direitos reservados